ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE E EXPANSÃO DO AGRONEGÓCIO CANAVIEIRO: UMA ANÁLISE DA MICRORREGIÃO DE CERES, ESTADO DE GOIÁS, BRASIL

  • Ricardo dos Santos, Me.
  • Fernanda Bomfim Soares
  • Maria Gonçalves da Silva Barbalho
  • Josana de Castro Peixoto
  • Antonio Cezar Leal
Palavras-chave: Áreas de Preservação Permanente, Cerrado, expansão do agronegócio canavieiro, Microrregião de Ceres/GO

Resumo

Este trabalho, vinculado ao Projeto do PROCAD/CAPES intitulado “Novas fronteiras no oeste: relação entre sociedade e natureza na microrregião de Ceres em Goiás (1940-2013)”, teve como objetivo principal discutir função das Áreas de Preservação Permanente (APPs) a partir do Cerrado, sua importância para a proteção desse bioma e dos recursos hídricos na Microrregião de Ceres/GO e os possíveis problemas decorrentes da expansão do agronegócio canavieiro. Como procedimentos metodológicos, realizou-se levantamento bibliográfico, obtidos dados secundários em órgãos públicos e mapeamentos. Como resultados, identificou-se que há uma tendência da expansão sucroalcooleira e atividades agropecuárias na Microrregião em direção aos cursos d’água, em áreas de nascentes, APPs e em zonas de amortecimento, sem atender minimamente o que preconiza a legislação ambiental atual. Esse cenário demanda atenção da gestão pública dos municípios na Microrregião, do Estado e da sociedade em geral, requerendo continuidade de pesquisas que subsidiem propostas de planejamento e adequada gestão ambiental.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2017-11-13
Seção
Relatos de Experiências de Pesquisas e Missões realizadas