QUALIDADE DA ÁGUA SUPERFICIAL DE BACIAS HIDROGRÁFICAS URBANAS EM APARECIDA DE GOIÂNIA/GO

  • Wesley da Silva Belizário
Palavras-chave: Uso e Ocupação do Solo. Alterações Ambientais. Qualidade da Água. Bacias Hidrográficas.

Resumo

Este trabalho resulta de um dos estágios da etapa final da pesquisa de mestrado
desenvolvida no Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal de
Goiás (PPGEO/IESA/UFG), defendida em 2015. Neste são apresentados os resultados
referentes às analises físico-química e microbiológica da água superficial de duas bacias
hidrográficas localizadas no município de Aparecida de Goiânia/GO, a saber, a bacia
hidrográfica do córrego Almeida e a bacia hidrográfica do córrego Santa Rita, ambas
situadas na região norte da cidade. Para isso foram escolhidos três pontos de
amostragem: o ponto 1 no encontro de todos os tributários da bacia do córrego Almeida, o
ponto 2 no encontro de todos os tributários da bacia do córrego Santa Rita e o ponto 3 na
confluência dessas duas bacias de drenagem. Esta análise considerou a avaliação dos
seguintes parâmetros físico-químicos: turbidez, cor, pH, ferro, dureza, cloretos,
alcalinidade, oxigênio consumido, CO2 livre, condutividade elétrica e sólidos totais
dissolvidos. No que se refere à análise microbiológica os parâmetros foram: contagem de
bactérias heterotróficas, coliformes totais e Escherichia coli. A partir disso, foi possível
verificar o nível de poluição e contaminação da água e identificar os principais usos e
ocupações que contribuem para a degradação do ambiente e, consequentemente, perda
da qualidade da água nessas bacias de drenagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-08-20
Seção
Exposição de Painéis