ESTUDO ETNOBOTÂNICO DE PLANTAS MEDICINAIS UTILIZADAS PELA POPULAÇÃO DOS BAIRROS DA REGIÃO SUL DE ANÁPOLIS-GOIÁS

  • Erick de Oliveira Lemes
  • Marcelo Garcez Rodrigues
Palavras-chave: Etnobotânica; Estudo; População

Resumo

A etnobotânica tem como interesse central captar as diferentes dimensões e
aspectos da inter-relação de grupos humanos e o ambiente vegetal, bem como os
processos que levam a mudanças nesta relação ao longo do tempo. É importante
considerar esta questão, num mundo onde a maior parte das populações tradicionais está
sujeita às influências da sociedade globalizada e, portanto, onde fatores oriundos das
esferas supralocais podem influenciar as formas de manejo e uso de recursos naturais
(ALBUQUERQUE; LUCENA; CUNHA, 2008). O conhecimento tradicional acerca das
plantas medicinais se baseia em transmitir informações sobre como essas plantas estão
sendo utilizadas, produzindo uma base empírica para o desenvolvimento de estudos que
possam respaldar cientificamente a obtenção de novos medicamentos (ALBUQUERQUE;
HANAZAKI, 2006). O objetivo do presente estudo foi levantar, a partir de análises
qualitativas e quantitativas, as principais plantas medicinais e os principais usos atribuídos
a elas. Para a realização deste estudo foram selecionados 352 moradores de ambos os
sexos por meio de amostragens aleatórias em uma comunidade urbana que abrangeu os
bairros em regiões vicinais do Câmpus Anápolis de Ciências Exatas e Tecnológicas
Henrique Santillo da Universidade Estadual de Goiás, região sul da cidade de Anápolis,
Goiás, sendo efetuadas entrevistas estruturadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-08-20
Seção
Exposição de Painéis