O conceito de conservação: o caso da onça-pintada no Brasil

  • Fernanda Pereira de Mesquita Nora
  • José Luiz de Andrade Franco
Palavras-chave: conservação, história dos conceitos, onça-pintada

Resumo

O presente artigo trata das principais mudanças em relação às estratégias de conservação da onça-pintada no Brasil, particularmente a partir do final da década de 1970. Ao tomarmos a noção de conceito como elemento histórico, essa pesquisa buscou compreender quais elementos foram incorporados ao conceito de conservação e o que eles informam acerca das circunstâncias e práticas sociais agregadas a ele. Para tanto, foram analisadas publicações científicas sobre a onça-pintada no Brasil, fontes bibliográficas secundárias e consulta a sites de projetos de conservação. Observou-se que o conceito de conservação assumiu uma estrutura de distintas apropriações: a conservação pensada por especialistas e com base no valor intrínseco e ecológico da espécie, assim como a conservação com base nos requisitos do “mundo real” em função, sobretudo, do conflito com populações humanas. Essas apropriações refletem a dinamicidade do conceito, que comunica com questões de cunho filosófico, cultural, político e econômico.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2017-11-13
Seção
Grupos de Trabalhos - Escuela de Posgrados SOLCHA