Saneamento Básico Urbano e a Epidemiologia Sócioambiental de Idosos Moradores de um Conjunto Habitacional do Município de Anápolis

  • Welton Dias Barbosa Vilar
  • Roberto Prado Morais
Palavras-chave: saneamento básico, perfil epidemiológico de idosos, Conjunto Habitacional Filostro Machado carneiro.

Resumo

Saneamento básico está intrinsecamente interligadas de forma que a falta de um sistema de esgotamento e abastecimento de água tratada pode resultar em profundos impactos em termos de saúde pública e nesse cenário merece destaque a população idosa. Nesse sentido, o presente estudo teve por objetivo analisar os riscos sócio-ambientais causados pelos problemas de saneamento básico e suas relações com o perfil epidemiológico de uma população de idosos. Optou-se por realizar um estudo de caso de natureza descritiva/exploratória, por melhor permitir a proximidade dos objetivos deste trabalho. O estudo foi realizado em um Conjunto Habitacional, localizada ao leste da cidade de Anápolis. Através da epidemiologia descritiva e de análises de correlação, constatou-se boa cobertura de serviços de abastecimento de água e uma ausência dos serviços de esgotamento sanitário e mesmo havendo uma importante ocorrências crônico-degenerativas, as doenças infecto-parasitárias ligadas ao saneamento básico, mostrou-se importante nessa relação.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-08-20
Seção
Saúde e Meio Ambiente