Balneabilidade de um Lago no Município de Goiânia

  • Aline Souza Carvalho
  • Cláudia de Sousa Guedes
  • Poliana Nascimento Arruda

Resumo

O meio ambiente sofre com o desenvolvimento que representa um fator de risco, devido às atividades humanas sem controle, os despejos de esgotos sem tratamento, vazamentos de produtos tóxicos e a disposição inadequada de resíduos sólidos que vêm causando uma degradação vertiginosa das nossas águas. O uso das águas pode ser para o consumo direto, que para isso é feito análises de potabilidade, e também para a recreação.
Através da resolução número 274 de 29 de novembro do ano de 2000 do CONAMA que classifica as águas doces, salobras e salinas de acordo com as condições de balneabilidade, com parâmetros e indicadores específicos, considerando que a saúde e o bem-estar do homem podem ser afetados pelas mesmas. Balneabilidade é a qualidade das águas destinadas à recreação de contato primário, sendo este entendido
como um contato direto e prolongado com a água (natação, mergulho, esqui-aquático, etc.), onde a possibilidade de ingerir quantidades apreciáveis de água é elevada.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-08-20
Seção
Águas e Meio Ambiente