EFEITO DE INSETICIDAS EM GRAU TÉCNICO ATRAVÉS DE RESÍDUO SECO NA POPULAÇÃO COLETADA EM JATAÍ, GOIÁS

  • Isabela Alves Luiz If Goiano - Campus Rio Verde
  • Horácio F. Rodrigues Neto
  • Jéssica S. Borges
  • Agna R. S. Rodrigues
Palavras-chave: percevejo-marrom, inseticida e dosagem recomendada.

Resumo

Euschistus heros, conhecido por percevejo-marrom, é praga com destaque na cultura da soja. O controle desta espécie tem sido efetuado com inseticidas sintéticos. Assim, objetivou-se avaliar o efeito de duas misturas de inseticidas em grau técnico para a população de E. heros coletada no município de Jataí – GO, na safra 2017/2018. Foram avaliados os inseticidas lambda-cialotrina + tiametoxam e imidacloprido + beta-ciflutrina. Inicialmente, os inseticidas em grau técnico foram diluídos em acetona. Foram utilizadas duas concentrações recomendadas de imidacloprido + beta-ciflutrina: 36,1 + 4,5 ug/cm2 e 72,2 + 9,0 ug/cm2. Para lambda-cialotrina + tiametoxam foi utilizada 15,3 + 20,4 ug/cm2. A aplicação do produto foi feita em frascos de vidro com área interna aproximada de 72 cm2. Foi aplicado 500 µL de cada concentração dos inseticidas, com auxílio de uma micropipeta. O produto foi distribuído na superfície interna do frasco através de um equipamento adaptado para girar tubos. Após a secagem da acetona, os frascos foram levados para uma capela de exaustão para remoção de qualquer remanescente da acetona. No mínimo, seis insetos com 10 a 15 dias de idade foram expostos no interior do frasco que foi fechado com um tecido do tipo organza. Para cada inseticidas foram constituídas quatro repetições. Os frascos foram levados para sala climatizada com 25 ± 2º C e 14 h de fotofase. A mortalidade foi avaliada após 24h de exposição. As misturas de inseticidas causaram 100% de mortalidade de adultos. Para esta população de E. heros, as moléculas testadas são eficientes para controle.

Publicado
2019-05-14