RE (SIGNIFICANDO) O ALUNO

interfaces do ambiente virtual, natural e inovação no ensino-aprendizagem

Autores

  • Josana Castro Peixoto Centro Universitário de Anápolis e Universidade Estadual de Goiás
  • Leandro Nascimento da Silva Rodrigues
  • João Maurício Fernandes Souza
  • Cristiane Gonçalves de Moraes
  • Ricardo Elias do Vale Lima
  • Vivian da Silva Braz
  • Jalsi Tacon Arruda

Palavras-chave:

Educação Ambiental. , Sujeito ativo. , Ambiente Natural. , Inovação.

Resumo

Cada vez mais, o marco legal da educação ambiental incluindo as interações entre ambiente natural e relação no ensino-aprendizagem avança no desenvolvimento de uma cidadania responsável, para a construção de sociedades sadias e socialmente justas. Cita-se a Constituição Federal, de 1988 e a Política Nacional do Meio Ambiente, dentre outras, em que se ressalta a necessidade de promover a educação ambiental em todos os níveis de ensino, inclusive no ensino superior no que tange ao atendimento às Políticas de Educação Nacional aos currículos dos cursos superiores e na relação de inovação no ensino e aprendizagem. Entende-se por educação ambiental os processos por meio dos quais o indivíduo e a coletividade constroem valores sociais, conhecimentos, habilidades, atitudes e competências voltadas para a conservação do meio ambiente, bem de uso comum do povo, essencial à sadia qualidade de vida e sua sustentabilidade. Neste contexto, o objetivo deste trabalho foi relatar experiência ocorridas ao longo do ano de 2021 na relação ambiente natural, virtual e inovação no processo de ensino e aprendizagem em uma atividade desenvolvida na Unidade Experimental do Cerrado Arthur Wesley Archibald, Trilha Ecológica do Tucano, Anápolis, Goiás. As atividades de coleta de dados foram desenvolvidas nas etapas de levantamento bibliográfico, aula na Trilha Ecológica e construção de podcast e QR code na identificação das espécies de flora fanerogâmica no percurso da Trilha Ecológica. Nos tempos atuais, com o crescimento da internet e a criação de diferentes mídias, a Educação tende a modernizar-se e a incorporar soluções que possam atender ao perfil dos estudantes. A cultura digital está cada vez mais sendo ampliada, pois existe uma perspectiva das populações mundiais e do Brasil de acesso à informação de forma Cada vez mais, o marco legal da educação ambiental incluindo as interações entre ambiente natural e relação no ensino-aprendizagem avança no desenvolvimento de uma cidadania responsável, para a construção de sociedades sadias e socialmente justas. Cita-se a Constituição Federal, de 1988 e a Política Nacional do Meio Ambiente, dentre outras, em que se ressalta a necessidade de promover a educação ambiental em todos os níveis de ensino, inclusive no ensino superior no que tange ao atendimento às Políticas de Educação Nacional aos currículos dos cursos superiores e na relação de inovação no ensino e aprendizagem. Entende-se por educação ambiental os processos por meio dos quais o indivíduo e a coletividade constroem valores sociais, conhecimentos, habilidades, atitudes e competências voltadas para a conservação do meio ambiente, bem de uso comum do povo, essencial à sadia qualidade de vida e sua sustentabilidade. Neste contexto, o objetivo deste trabalho foi relatar experiência ocorridas ao longo do ano de 2021 na relação ambiente natural, virtual e inovação no processo de ensino e aprendizagem em uma atividade desenvolvida na Unidade Experimental do Cerrado Arthur Wesley Archibald, Trilha Ecológica do Tucano, Anápolis, Goiás. As atividades de coleta de dados foram desenvolvidas nas etapas de levantamento bibliográfico, aula na Trilha Ecológica e construção de podcast e QR code na identificação das espécies de flora fanerogâmica no percurso da Trilha Ecológica. Nos tempos atuais, com o crescimento da internet e a criação de diferentes mídias, a Educação tende a modernizar-se e a incorporar soluções que possam atender ao perfil dos estudantes. A cultura digital está cada vez mais sendo ampliada, pois existe uma perspectiva das populações mundiais e do Brasil de acesso à informação de forma simultânea, e mais, pois com o acesso à internet pelos dispositivos móveis, em todo tempo e em todos os lugares, não existem mais limites. Os estudantes passaram de consumidores a produtores de conteúdo e é importante que a educação traga para os espaços educativos propostas que envolvam possibilidades de personalizar, aprimorar e redistribuir recursos capazes de melhorar a experiência dos estudantes e, consequentemente, ampliar a aprendizagem.

Downloads

Publicado

2022-06-30

Como Citar

PEIXOTO, J. C.; RODRIGUES, L. N. da S. .; SOUZA, J. M. F. .; MORAES , C. G. de; LIMA, R. E. do V.; BRAZ , V. da S. .; ARRUDA, J. T. . RE (SIGNIFICANDO) O ALUNO: interfaces do ambiente virtual, natural e inovação no ensino-aprendizagem . Anais do Seminário de Atualização de Práticas Docentes, [S. l.], v. 4, n. 1, p. 147–155, 2022. Disponível em: http://anais.unievangelica.edu.br/index.php/praticasdocentes/article/view/7579. Acesso em: 13 ago. 2022.

Edição

Seção

ANAIS DO 42º SEMINÁRIO DE ATUALIZAÇÃO DE PRÁTICAS DOCENTES