A Toxina Botulínica no tratamento de Disfunção Temporomandibular

  • Ana Luísa Moreira Reis Faculdade Evangélica de Goianésia
  • Lorena Barcelos
  • Marcela Gomes
  • Marcondes Sena Filho
  • José Mateus dos Santos

Resumo

A Articulação Temporomandibular (ATM) é uma articulação que une a mandíbula ao crânio. Ela é responsável por mover a mandíbula lateralmente, posteriormente ou anteriormente. Em relação a movimentações inadequadas, podem suceder as Disfunções Temporomandibulares a qual acomete sobretudo os músculos da mastigação, ocasionando alterações funcionais mandibulares.  A Toxina Botulínica é produzida por uma bactéria na qual denomina-se Clostridium botulinum, ela impossibilita os sinais nervosos do cérebro para o músculo, o que consequentemente causará uma paralisia generalizada. Para solucionar este problema, ela foi indicada como um método terapêutico, eficiente e opcional para pacientes que foram acometidos pelo dano. A Disfunção Temporomandibular caracteriza-se por dores nas articulações e também nos músculos mastigatórios.  Pesquisam comprovam que a DTM tem uma repercussão negativa na qualidade de vida do paciente, pois prejudica seu trabalho, sua alimentação e até em seu sono.  A Toxina Botulínica foi indicada para solução deste problema, pois ela irá contribuir diminuindo a dor e proporcionando uma função mandibular adequada. Em virtude dos fatos mencionados, deve-se identificar a causa da DTM, para um possível tratamento, pois a toxina será temporariamente para alívio de dores e não tratará profundamente a lesão. 

 

Publicado
2019-04-01