TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA POR FEIXE CÔNICO APLICADA AO DIAGNÓSTICO DE REABSORÇÃO INTERNA: RELATO DE CASO

  • Marcyele Natane da Silva Morais
  • Luiza Santos Cardoso
  • Ana Clara Medeiros Pires
  • Juliano Martins Bueno
  • CAROLINA CINTRA GOMES
  • Mayara Barbosa Viandelli Mundim-Picoli

Resumo

TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA POR FEIXE CÔNICO APLICADA AO DIAGNÓSTICO DE REABSORÇÃO INTERNA: RELATO DE CASO

 

Marcyele Natane da Silva Morais¹

Luiza Santos Cardoso¹

Ana Clara Medeiros Pires¹

Juliano Martins Bueno²

Carolina Cintra Gomes2,³

Mayara Barbosa Viandelli Mundim-Picoli2,³

 

1- Discente do Curso de Odontologia do Centro Universitário de Anápolis – UniEVANGÉLICA – Anápolis – GO - BR.

2- Departamento científico do Centro Integrado de Radiodontologia (C.I.R.O.) – Goiânia – GO - BR.

3- Docente do Curso de Odontologia do Centro Universitário de Anápolis – UniEVANGÉLICA – Anápolis – GO - BR.

 

 

RESUMO SIMPLES

A reabsorção radicular interna é uma patologia rara em dentes permanentes, por ser decorrente de um processo inflamatório e caracterizada pela reabsorção da superfície interna da cavidade pulpar, que é desencadeada por um trauma ou uma pulpite crônica, responsável pela formação de dentinoclastos. O objetivo do presente estudo é relatar um caso clínico de reabsorção radicular interna em dente permanente. Paciente do gênero masculino, 22 anos, compareceu a clínica radiológica para realização de tomografia computadorizada de feixe cônico (TCFC) solicitada pelo cirurgião-dentista com o intuito de avaliar o dente 44, que apresentava sintoma de sensibilidade. O dentista sugeriu a hipótese de fratura radicular. O exame por imagem revelou a presença do dente 44 com área hipodensa em região de dentina e polpa na porção coronária, se estendendo em sentido vestíbulo-lingual e mésio-distal, sem evidências de comunicação com meio externo. Foi notada ainda perda óssea vertical na distal do dente 44. O diagnóstico radiográfico estabelecido foi de reabsorção interna. O paciente foi orientado da necessidade de exodontia do referido dente, no entanto, o mesmo optou pela manutenção temporária e encontra-se em proservação. Em radiografia periapical realizada três meses após o diagnóstico, a característica da reabsorção interna se manteve.

Palavra-Chave: Reabsorção de Dente, Anormalidades Dentárias, Tomografia Computadorizada de Feixe Cônico

 

INTRODUÇÃO

A reabsorção radicular interna é considerada uma condição inflamatória rara em dentes permanentes. Geralmente é assintomática, ou em alguns casos, pode apresentar manifestações semelhantes à uma pulpite sintomática em estágio inicial e, posteriormente, à periodontite apical1.

Devido a ação dentinoclástica, a dentina intra-radicular é degradada progressivamente. A etiologia e patogênese desta condição ainda não foram totalmente esclarecidas, mas acredita-se estar relacionada à fatores traumáticos ou à agressão gerada por uma pulpite crônica. Em razão do caráter assintomático, as reabsorções radiculares internas são comumente identificadas em exames radiográficos de rotina1,2.

Atualmente, as imagens radiográficas bidimensionais ainda são amplamente utilizadas devido ao acesso facilitado e baixo custo. Todavia, é sabido que estas fornecem informações limitadas ao profissional frente a extensão de lesões reabsortivas, além de que as imagens podem ser afetadas por fatores como sobreposições anatômicas, ângulo de incidência do aparelho radiográfico deficiente, erros de processamento da imagem, entre outros. Devido a essas desvantagens, a tomografia computadorizada de feixe cônico (TCFC) vem sendo utilizada como auxiliar no diagnóstico de casos complexos, que necessitem de alta precisão radiográfica2.

OBJETIVO

O propósito do estudo foi descrever um caso clínico de reabsorção radicular interna em dente permanente e demonstrando a contribuição da tomografia computadorizada de feixe cônico (TCFC) no processo diagnóstico.

 

DESENVOLVIMENTO

Paciente do gênero masculino, 22 anos, compareceu a clínica radiológica para realização de tomografia computadorizada de feixe cônico (TCFC) solicitada pelo cirurgião-dentista com o intuito de avaliar o dente 44, que apresentava sintoma de sensibilidade. O dentista sugeriu a hipótese de fratura radicular.

O exame por imagem (TCFC) revelou a presença do dente 44 com área hipodensa em região de dentina e polpa na porção coronária, se estendendo em sentido vestíbulo-lingual e mésio-distal, sem evidências de comunicação com meio externo. Verificou-se ainda perda óssea vertical na distal do dente 44.

O diagnóstico radiográfico estabelecido foi de reabsorção interna. O paciente foi orientado da necessidade de exodontia do referido dente, pelo grau de comprometimento dos tecidos dentários. No entanto, o mesmo optou pela manutenção temporária do elemento, até que apresentasse condições financeiras para a reabilitação com implante osseointegrado. O paciente encontra-se em proservação e em radiografia periapical realizada três meses após o diagnóstico, a característica da reabsorção interna se manteve semelhante ao estágio inicial.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

A reabsorção interna em dente permanente é uma patologia que exige diagnóstico precoce, e no referido caso, a TCFC se mostrou um exame aplicável a esse diagnóstico, contribuindo com a localização exata da lesão e sua dimensão.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

  1. Abdullah D, Eziana Hussein F, Abd Ghani H. Management of Perforating Idiopathic Internal Root Resorption. Iran Endod J. 2017 Spring;12(2):257-260.
  2. Madani Z, Moudi E, Bijani A, Mahmoudi E. Diagnostic Accuracy of Cone-Beam Computed Tomography and Periapical Radiography in Internal Root Resorption. Iran Endod J. 2016 Winter;11(1):51-6.
Publicado
2019-06-10
Edição
Seção
Resumo