CORREÇÃO DAS INCISAIS DE DENTES ANTERIORES SUPERIORES ASSOCIADO AO CLAREAMENTO DE CONSULTÓRIO: RELATO DE CASO

  • SUNAMITHA SUEYLA CUSTÓDIO DE MORAIS
  • AMANDA LUYSA RORIZ PINTO
  • CÁSSIA APARECIDA NOGUEIRA
  • EDUARDO ACÁCIO DE SOUSA
  • ANA LÚCIA MACHADO MACIEL
  • POLLYANA SOUSA LÔBO EL ZAYEK

Resumo

CORREÇÃO DAS INCISAIS DE DENTES ANTERIORES SUPERIORES ASSOCIADO AO CLAREAMENTO DE CONSULTÓRIO: RELATO DE CASO

 

SUNAMITHA SUEYLA CUSTÓDIO DE MORAIS1

AMANDA LUYSA RORIZ PINTO1

CÁSSIA APARECIDA NOGUEIRA1

EDUARDO ACÁCIO DE SOUSA1

ANA LÚCIA MACHADO MACIEL2

POLLYANA SOUSA LÔBO EL ZAYEK3

 

      1Acadêmicos do curso de Odontologia do Centro Universitário de Anápolis – UniEVANGÉLICA.

                    2Professora Orientadora do Curso de Odontologia do Centro Universitário de Anápolis – UniEVANGÉLICA.

               3Professora Co-orientadora do Curso de Odontologia do Centro Universitário de Anápolis – UniEVANGÉLICA.

 E-mail para correspondência: anabluemachado@gmail.com

 

 

Resumo Simples

O crescente apelo estético em busca de um sorriso perfeito e agradável aos olhos vem aumentando a procura por tratamentos que atendam essas demandas, especialmente as técnicas de clareamento dental e restaurações adesivas. Assim, torna-se imprescindível o conhecimento dos materiais dentários e o domínio das técnicas disponíveis. O objetivo do presente trabalho é relatar a reconstrução das bordas incisais dos dentes anteriores superiores após o clareamento dental. Paciente AERS, 36 anos, sexo feminino, compareceu à Clínica Odontológica do Centro Universitário de Anápolis-UniEVANGÉLICA, com queixa principal de sensibilidade nos dentes ântero-superiores por causa de “pequenos quebrados nas pontas”, e também de dentes com aspecto “amarelado”. O plano de tratamento proposto foi a realização de restaurações diretas após o procedimento de clareamento dental de consultório, com peróxido de hidrogênio 35% (WHITENESS HP BLUE®-FGM) em uma única sessão, visto que já se conseguiu obter a cor desejada. Em outra sessão, procedeu-se a realização das restaurações em resina composta (Filtek Z250- 3M/ESPEâ) para a reconstrução das incisais, deixando o acabamento final e o polimento para a sessão subsequente. Concluímos que as resinas compostas estão cada vez mais versáteis, atendendo a diversas situações clínicas, possibilitando a associação de procedimentos restauradores a técnicas de clareamento dental, respondendo aos apelos estéticos dos pacientes com ótima relação custo-benefício.

Palavras-chave: Clareamento dental. Materiais dentários. Peróxido de hidrogênio. Resinas Compostas. Estética Dentária.

 

INTRODUÇÃO

 

O crescente apelo estético em busca de um sorriso perfeito e agradável aos olhos vem incrementando a procura por tratamentos que atendam a essas demandas (CALIXTO, 2009; FRANCCI, 2010), especialmente as técnicas de clareamento dental e as restaurações adesivas (FRANCCI, 2010).

Devido à preocupação cada vez maior com a aparência, os indivíduos já não querem conviver com situações antiestéticas e desarmônicas, indo em busca de resoluções estéticas (MENEZES FILHO, 2012; CAMPOS, 2015). A Odontologia cumpre um papel importante nesse processo, num continuado avanço de materiais e técnicas, ao longo dos anos, destinado à promoção da autoestima das pessoas (CALIXTO, et al., 2009; MENEZES FILHO, 2012; CAMPOS, 2015; BARBOSA, 2017). Assim sendo, torna-se imprescindível o conhecimento dos materiais dentários e o domínio das técnicas disponíveis (CALIXTO, et al., 2009).

Um grande apelo estético acontece em relação à cor dos dentes, uma vez que, cada dia mais, as mídias sociais levam a identificar que o bonito são dentes brancos e alinhados. Deste modo, as técnicas de clareamento dentário são frequentemente procuradas, tanto a técnica caseira, quanto a de consultório (FRANCCI, 2010; BARBOSA, et al., 2017).

Outras situações que podem gerar insatisfação estética e desequilíbrio na harmonia do sorriso são bordas incisais gastas ou fraturadas, ausências dentárias, diastemas, giroversões, apinhamentos, dentes com alterações de forma, etc (ITIKAWA, 2010; CAMPOS, 2015).

Os procedimentos com resinas compostas promovem resultados excelentes e agradáveis na estética do sorriso nas mais variadas situações clínicas, dentre elas na recuperação das bordas incisais e no aumento no comprimento dos incisivos superiores (ITIKAWA, 2010).

 

OBJETIVO

O objetivo do presente trabalho é relatar a reconstrução das bordas incisais dos dentes anteriores superiores após o clareamento dental.

DESENVOLVIMENTO

Paciente AERS, 36 anos, sexo feminino, compareceu à Clínica Odontológica do Centro Universitário de Anápolis-UniEVANGÉLICA, com queixa principal de sensibilidade nos dentes ântero-superiores por causa de “pequenos quebrados nas pontas”, e também de “dentes com aspecto amarelado”.

Foram realizados a anamnese, os exames clínicos intra e extra bucal, e  radiografias, como exames complementares de rotina. Clinicamente, eram evidentes pequenas fraturas na borda incisal dos dentes 11 e 21, além de desgaste, deixando esses dentes ao mesmo nível dos incisivos laterais.

O tratamento proposto foi a realização de restaurações diretas após o procedimento de clareamento dental de consultório, com peróxido de hidrogênio 35% (WHITENESS HP BLUE®-FGM). O clareamento foi realizado seguindo o protocolo sugerido pelo fabricante. Após a colocação da barreira gengival (Top Dam- FGM), o gel clareador foi manipulado e aplicado na face vestibular dos dentes de segundo a segundo pré-molares superiores e inferiores, simultaneamente. Aguardou-se 40 minutos para a remoção, tempo de ação do gel na estrutura dental. Seguiu-se da aplicação do dessensibilizante e posterior polimento coronário. O procedimento clareador foi realizado em sessão única, visto que já se conseguiu obter a cor desejada.

Em outra sessão, após quinze dias, procedeu-se a realização das restaurações com resina composta. Foi colocado o isolamento absoluto, utilizando lençol de borracha, arco de Young e amarrias com fio dental. Um pequeno bisel foi feito em cada dente na superfície vestibular, próximo da borda incisal, para remover esmalte friável, melhorar a estética, mascarar o limite dente-restauração, e também para uma melhor adaptação da resina composta.

Procedeu-se o condicionamento com ácido fosfórico a 37% por 30” no esmalte e 15” na dentina, seguido de lavagem pelo dobro do tempo. A aplicação do primer/adesivo convencional (Single Bond, 3M/ESPE) foi feita em duas camadas, seguidas de jato de ar, e a fotopolimerização da última camada por 20”.

A reconstrução e o aumento das bordas incisais foi realizada através da colocação de incrementos de resina composta Filtek Z250 cor A1 (3M/ESPEâ) e em seguida polimerizados, até se obter o resultado esperado. A polimerização final foi de 40”.

O acabamento final e o polimento foram executados na sessão subsequente, utilizando pontas diamantadas finas e extrafinas, seguida de pontas de borracha abrasiva para polimento de resina composta, discos sequencias de abrasividade decrescente, e por último, disco de feltro, devolvendo, assim, o sorriso harmonioso tão almejado pela paciente.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

As resinas compostas estão cada vez mais versáteis, atendendo a diversas situações clínicas, e respondendo positivamente aos apelos estéticos dos pacientes, oferecendo ótima relação custo-benefício. Associadas ao clareamento dental, mostraram ser bastante eficientes e satisfatórias.

Os procedimentos restauradores para aumento no comprimento dos incisivos superiores causaram impacto positivo na paciente.

A reabilitação estética devolveu um sorriso belo e harmônico, que elevou a autoestima e a autoimagem da paciente, pois o sucesso alcançado neste tratamento estético atendeu às suas expectativas.

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

  1. CALIXTO, L. R.; CLAVIJO, V.; KABBACH, W.; ANDRADE, M. F. Harmonização do sorriso com resina composta direta. Rev Dental Press Estét 2009; 6(1):18-28..
  2. BARBOSA, D. C.et al. Estudo comparativo entre as técnicas de clareamento dental em consultório e clareamento dental caseiro supervisionado em dentes vitais: uma revisão de literatura. Rev Odontol Univers Cidade de São Paulo 2017; 27(3):244-252.
  3. FRANCCI, C.. MARSON, F. C.; BRISO, A. L. F.; GOMES, M, N. Clareamento dental: técnicas e conceitos atuais. Rev Ass Paul Cir Dent 2010 Ed Esp (1); 64:78-89.
  4. ITIKAWA, D. B.; OLIVEIRA, M. B. R. G.. CARDOSO, P. C.; LUCCA, P. C. C. O impacto do aumento dos incisivos superiores na atratividade e rejuvenescimento do sorriso. Rev Odontol Bras Central 2010;19(49):172-176.
  5. MENEZES FILHO, P. F.; ANDRADE, A. K.; RODRIGUES, S.; MORAIS, M.; SILVA, C. H. V. Transformação estética do sorriso – relato de caso clínico. Int J Dent 2012; 11(1):83-87.
  6. CAMPOS, P. R. B. et al. Reabilitação da estética na recuperação da harmonia do sorriso: relato de caso. Rev Fac Odontol Passo Fundo 2015; 20(2): 227-231.

 

 

Publicado
2019-06-09
Edição
Seção
Resumo