TAMANHO DA SEMENTE E SUA INFLUÊNCIA NO DESENVOLVIMENTO INICIAL DA SOJA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.37951/2595-6906.2021v5i1.6745

Palavras-chave:

Glycine max; Taxa de crescimento; Diferentes peneiras.

Resumo

A produtividade final de culturas é influenciada por diversos fatores, sendo a qualidade de semente depositada ao solo no momento da semeadura um dos mais importantes. O objetivo deste trabalho foi avaliar a relação entre tamanhos distintos de sementes de soja com a velocidade de crescimento da parte aérea da raiz. O trabalho foi realizado em Vianópolis, Goiás. Foram utilizadas sementes de soja de duas variedades comerciais, a 8579 RSF IPRO e a 8473 RSF RR. O delineamento experimental foi disposto em blocos casualizados em esquema fatorial 4x2. Para compor os tratamentos, foram utilizadas quatro peneiras diferentes para cada cultivar, sendo 5,5 mm, 6,25 mm, 6,75 mm e 7,0 mm. As sementes foram plantadas na sequência em canteiros de alvenaria, com 1,1 m de largura e 10 m de comprimento. Aos 14 dias do plantio foi avaliado a altura de plântula (cm) e o comprimento de raiz (cm). Foram medidas 10 plantas por repetição. Os dados coletados foram tabulados e submetidos à análise de variância Anova e a comparação das médias pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade realizada pelo software Sisvar®. O tamanho da peneira na soja influencia o desenvolvimento inicial das plântulas e no comprimento de raiz, sendo que as peneiras maiores tem um desenvolvimento superior à peneira menor. A velocidade de estabelecimento da plântula e o tamanho de raiz são parâmetros importantes na obtenção de um estande de plantas uniforme na lavoura, sendo este estabelecimento melhor observado em sementes de maior peneira independente da cultivar utilizada.

Biografia do Autor

Karlla de Sousa Prado, UniEvangélica

Aluna de Graduação do curso de Agronomia da UniEvangélica.

Leonardo Fleuri Umbelino, UniEvangélica

Aluno de graduação em Agronomia da UniEvangélica.

Downloads

Publicado

2021-06-29