PARÂMETROS PRODUTIVOS E FISIOLÓGICOS DE CULTIVARES DE AMENDOIM

Autores

  • Lucas Aparecido Manzani Lisboa São Paulo State University (Unesp), College of Agricultural and Technological Sciences, Dracena, Brazil.
  • Matheus Luis Oliveira Cunha São Paulo State University (Unesp)
  • Fernando Takayuki Nakayama Paulista Agribusiness Technology Agency
  • Ignácio José de Godoy Agronomic Institute of Campinas (IAC)
  • Rodrigo Aparecido Vitorino Paulista Agribusiness Technology Agency
  • Paulo Alexandre Monteiro de Figueiredo São Paulo State University (Unesp)

DOI:

https://doi.org/10.37951/2595-6906.2021v5i1.6511

Palavras-chave:

Arachis hypogaea L., Fisiologia Vegetal, Produtivo, Variedades

Resumo

Estudos de adaptabilidade, caracterização agronômica e potencial produtivo do amendoim, incluindo informações sobre características morfofisiológicas, tornam-no uma estratégia para a escolha da melhor cultivar. Diante do exposto, o objetivo deste trabalho foi verificar as características fisiológicas e a produtividade de diferentes cultivares de amendoim. Em janeiro de 2019 foi instalado um experimento na Agência Paulista de Tecnologia do Agronegócio, Acampamento Regional Paulista, localizado no município de Adamantina, estado de São Paulo. O delineamento experimental foi em blocos casualizados com seis tratamentos, ou seja, cultivares de amendoim: Tatu, Sempre Verde, OL3, OL5, 503 e 505 e com seis repetições totalizando 36 parcelas, sendo cada parcela composta por três plantas. A cultivar Tatu apresentou baixos valores de características morfológicas e produtividade em relação às demais cultivares. As cultivares OL3, OL5, 503 e 505 apresentaram maiores médias de produtividade. Grande variabilidade genética foi observada entre as cultivares avaliadas nesta pesquisa devido aos resultados obtidos nas variáveis ​​fisiológicas e de produtividade.

Biografia do Autor

Lucas Aparecido Manzani Lisboa, São Paulo State University (Unesp), College of Agricultural and Technological Sciences, Dracena, Brazil.

Possui Graduação em Ciências/Biologia Licenciatura Plena pelo Centro Universitário de Jales (2006) e graduação em Agronomia em andamento pela Fundação Educacional de Andradina. Doutor em Sistemas de Produção com Tese defendida na área de Produção Vegetal e Morfofisiologia Vegetal - pela Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira da UNESP - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho". Responsável pelos Laboratórios de Morfologia Vegetal, Fisiologia Vegetal e Forragens da Faculdade de Ciências Agrárias e Tecnológicas da Unesp Campus de Dracena/SP. Realiza pesquisas nas áreas de Morfologia e Anatomia Vegetal, Fisiologia Vegetal e Nutrição Vegetal. É docente doutor no curso de Agronomia da Fundação Educacional de Andradina onde realiza pesquisas nas áreas da morfologia externa e ultraestruturas anatômicas das culturas da soja, algodoeiro, cana-de-açúcar e eucalipto interagindo com o seu ambiente de produção.

Matheus Luis Oliveira Cunha, São Paulo State University (Unesp)

São Paulo State University (Unesp), College of Agricultural and Technological Sciences, Dracena, Brazil.

Fernando Takayuki Nakayama, Paulista Agribusiness Technology Agency

Paulista Agribusiness Technology Agency, Regional  Paulista Regional Camp, Adamantina, Brazil.

Ignácio José de Godoy, Agronomic Institute of Campinas (IAC)

Agronomic Institute of Campinas (IAC) - Center for Analysis and Technological Research of Grain and Fiber Agribusiness 

Rodrigo Aparecido Vitorino, Paulista Agribusiness Technology Agency

Paulista Agribusiness Technology Agency, Regional  Paulista Regional Camp, Adamantina, Brazil.

Paulo Alexandre Monteiro de Figueiredo, São Paulo State University (Unesp)

São Paulo State University (Unesp), College of Agricultural and Technological Sciences, Dracena, Brazil.

Downloads

Publicado

2021-03-17