PRODUÇÃO DE MUDAS DE TOMATE CEREJA EM DIFERENTES TIPOS DE AMBIENTE PROTEGIDO

  • Mirian Nomura Universidade Federal de Uberlândia
  • Luan Soares da Silva Universidade Estadual de Minas Gerais
  • Matheus Vinicius Abadia Ventura Instituto Federal Goiano http://orcid.org/0000-0001-9114-121X
  • Estevam Matheus Costa Instituto Federal Goiano
  • Muriel Silva Vilarinho Universidade Estadual de Minas Gerais
  • Leandro Spíndola Pereira Instituto Federal Goiano
  • Régila Santos Evangelista Universidade Federal do Oeste da Bahia
  • Louhanny Carvalho Machado Universidade Federal do Oeste da Bahia
Palavras-chave: Fotoconversora, Lycopersicon esculentum, olericultura

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar a produção de mudas de tomate cereja em ambientes protegidos compostos por diferentes telas fotosseletivas. O trabalho foi conduzido em junho/julho de 2018. Os tratamentos consistem em diferentes tipos de ambiente protegido:  céu aberto, tela preta (malha para 30% de sombra); tela branca (malha para 20% de sombra); tela azul (malha para 20% de sombra) e tela vermelha (malha para 20% de sombra). O delineamento experimental foi em blocos casualizados com quatro repetições, sendo dez plantas por parcela experimental. Foram realizadas as seguintes análises no tomate cereja: número de folhas, diâmetro do caule, altura da parte aérea, comprimento da raiz, matéria fresca total, matéria fresca da parte aérea, matéria fresca da raiz, matéria seca da parte aérea, matéria seca da raiz, clorofila a e clorofila b. As telas de sombreamento preta, fotosseletiva branca, fotosseletiva azul e fotosseletiva vermelha não influenciaram o número de folhas, diâmetro do caule, altura da parte aérea, comprimento da raiz, matéria fresca total, matéria fresca da parte aérea, matéria seca da parte aérea, matéria seca da raiz, clorofila a e clorofila b. A tela fotosseletiva vermelha demonstrou superioridade na matéria fresca da raiz em relação aos demais tratamentos.

Publicado
2020-07-02