CARACTERÍSTICAS MORFOLÓGICAS E PRODUTIVAS NA CULTURA DO MILHO.

  • Raniel Candido de Oliveira Faculdade Evangélica de Goianésia
  • Dyb Youssef Bittar Faculdade Evangélica de Goianésia
  • Ayure Gomes da Silva Faculdade Evangélica de Goianésia
  • Gustavo Henrique Mendes Brito Faculdade Evangélica de Goianésia
Palavras-chave: ZeaMays, Adubação, Dose no plantio

Resumo

O objetivo foi identificar qual a melhor dose de Fósforo no plantio do milho (ZeaMays). O experimento foi conduzido na Fazenda Assentamento presente de Deus, Goianésia- Goiás. O delineamento experimental empregado foi o de blocos casualizados com cinco tratamentos e cinco repetições (5x2). Foi realizado plantio em diferentes doses de Fósforo, sendo 0 kg de P/ha-1(T1- Testemunha), 60 kg de P/ha-1( T2), 90 kg de P/ha-1(T3), 120 kg de P/ha-1(T4) e 150 kg de P/ha-1(T5) . As características morfológicas avaliadas foram: altura de planta, diâmetro de colmo, altura de primeira espiga, diâmetro da espiga, número de fileiras na espiga, número de grãos por fileiras, massa seca e massa verde da planta e da espiga. Foi constatado que a adubação de P no tratamento T1 até T4 teve um aumento na produção do milho e no tratamento T5 não houver aumento, em caso de algumas características morfológicas, como número de fileira de grão, diâmetro da espiga, que teve aumentaram com o tratamento T5, 150 kg de P/ha-1,, com maior produtividade da espiga. Assim, pelos dados obtidos, a dose mais utilizada para a produção do milho e do tratamento T4.

Publicado
2019-06-03