INFLUÊNCIA DO FLÚOR NAS PROPRIEDADES MECÂNICAS SUPERFICIAIS DE MATERIAIS RESTAURADORES SUBMETIDOS A CLAREAMENTO DENTAL

  • Cássia Aparecida Nogueira
  • Higor Soares Pires
  • Laís Alves Gomes Ribeiro
  • Vitória Duarte Chaves
  • Gustavo Adolfo Martins Mendes
  • Juliane Guimarães de Carvalho

Resumo

A técnica de clareamento dental fundamenta-se na aplicação de diferentes concentrações de peróxido de hidrogênio sobre os dentes que através de reações de óxido-redução com moléculas orgânicas presentes na estrutura dental promovem o clareamento. Este processo químico pode também acelerar a ação hidrolítica dos compósitos, contribuindo para deterioração dos materiais restauradores, levando a um aumento da rugosidade e alterações na microdureza (KARAKAYA E CENGIZ, 2017; YIKILGAN, et al., 2017; SEVER et al., 2016; FEIZ et al., 2016; DE OLIVEIRA LIMA, 2015).

O clareamento dental pode causar sensibilidade dentinária e o flúor em gel é um dos tratamentos dessensibilizantes que pode ser utilizado previamente ao clareamento, porém, estudos realizados sobre a influência do flúor na microdureza superficial dos materiais dentários sugerem que o gel de flúor acidulado pode ser prejudicial à superfície das restaurações (ALAGHEHMAND et al., 2013; BARCELLOS, 2015; GILL e PATHAK, 2010; MARSHALL et al., 2010).

Publicado
2019-01-22
Edição
Seção
PBIC - UniEVANGÉLICA