ANÁLISE DA EXPRESSÃO DE SOX-2 EM ABSCESSOS E CISTOS PERIAPICAIS

  • Jessyka Magela Coelho
  • Bruna Maria Xavier Santos
  • Roberta Soares
  • Amanda Carrijo
  • Fernanda Paula Yamamoto Silva
  • Brunno Santos de Freitas Silva

Resumo

As periodontites apicais são reconhecidamente o resultado da interação entre a resposta imunológica do indivíduo e microrganismos patogênicos oriundos do sistema de canais radiculares. Os canais radiculares infectados são fontes desses microrganismos patogênicos e mediadores inflamatórios que, ao extravasarem para o tecido periapical, criam e sustentam uma resposta inflamatória, podendo resultar em uma destruição do osso periapical, e o desenvolvimento de granulomas, cistos e outras lesões periapiais (LIAPATAS; NAKOU; RONTOGIANNI, 2003).

Uma das teorias para a formação dos cistos periapicais é baseada na agudização de lesões periapicais de caráter crônico, com consequente proliferação de remanescentes epiteliais em torno de um foco inflamatório agudo (abscesso), ou em torno de uma área necrótica focal resultante do insulto tecidual causado pelo abscesso (VALDERHAUG, 1974).

Publicado
2019-01-23
Edição
Seção
PBIC - UniEVANGÉLICA