LAGOCHILASCARÍASE HUMANA E REGIÃO NEOTROPICAL.

  • Fabrício de Oliveira Silva UniEvangélica Centro Universitário
  • Izagmar Oliveira Pio Junior UniEvangélica Centro Universitário
  • Dulcinea Maria Barbosa Campos UniEvangélica Centro Universitário
Palavras-chave: Lagochilascaríase; Região Neotropical; Puma concolor; Roedores.

Resumo

RESUMO

 

A lagochilascaríase, infecção causada por Lagochilascaris minor helminto da família ascarididae, foi descrita por Robert T. Leiper, 1909 helmintologista da Escola de Medicina Tropical de Londres em material enviado pelo Dr Dickson de lesões de pacientes doo Serviço de Saúde de Trinnidad1. A partir daí, vários casos da doença foram registrados em alguns países da américa central e américa do sul. No Brasil foram registrados 78,1% dos casos da doença (100/128) do total de relatos nas américas, sendo que a maioria se concentra no estado do Pará, Rondônia, Tocantins, Mato Grosso, Acre, Roraima, São Paulo e Paraná2. A infecção humana tem sido relatada em pessoas que residem ao lado de mata densa ou pequenos vilarejos e que se alimentam de carne crua ou mal cozida de animais silvestres3. As lesões humanas são encontradas nos tecidos da região cervical, mastóide, ouvido médio, rino-orafaringe (inclusive tonsila, alvéolo dentário), seios nasais, globo ocular, pulmões, região sacra, sistema nervoso central2,3,4,5. A doença pode ter evolução crônica se arrastando por vários anos ou levar o paciente ao óbito, logo após o início dos sintomas. O felídeo silvestre Puma concolor foi recentemente imputado como hospedeiro definitivo natural do verme6. O fato da infecção humana ser restrita à região neotropical sugere investigações sobre alguns aspectos que podem estar envolvidos na epidemiologia da doença. Nesta perspectiva, realizou-se uma revisão na literatura especializada online, destacando-se o Portal de Periódicos/CAPES que compreende periódicos inseridos no Scielo e Web of Science, além de revistas e livros sobre o assunto.

 

Palavras-chave: Lagochilascaríase; Região Neotropical; Puma concolor; Roedores.

Publicado
2019-01-24
Edição
Seção
PBIC - UniEVANGÉLICA