USO DE BIOFERTILIZANTE E ADUBAÇÃO QUÍMICA NOS PARÂMETROS FOLIARES NA CULTURA DO MILHO EM SISTEMA DE PLANTIO DIRETO

  • Cláudia Fabiana Alves Rezende UniEVANGÉLICA
  • Jéssica de Lima Pereira UniEVANGÉLICA
  • Rodrigo Caixeta Pinheiro

Resumo

O fluxo dos nutrientes que estão imobilizados na solução do solo é essencial para a manutenção da fertilidade nos sistemas (Barros; Liberalino Filho, 2008). O nitrogênio (N) apresenta demasiada importância na cultura do milho. Compõe moléculas de proteínas, enzimas, coenzimas, citocromos, ácidos nucleicos e clorofila, sendo assim, este macronutriente exerce efeito expressivo na elevação da produção da produtividade (Gross et al., 2006) e pode ter o seu teor aumentado no solo com o uso de biofertilizantes.

Considerando-se que, quanto maior a capacidade da planta em acumular um nutriente, maiores serão as diferenças na concentração desse nutriente em resposta às taxas variáveis de adubação (Sediyama et al., 2014). Este experimento teve como objetivo avaliar as características químicas do solo, a nutrição foliar e a produtividade na cultura do milho adubados com biofertilizante Microgeo® via solo, com o emprego de redução na adubação.

Publicado
2019-01-24
Edição
Seção
PBIC - UniEVANGÉLICA