PERCEPÇÃO DA EQUIPE MULTIDISCIPLINAR ACERCA DOS FATORES QUE INTERFEREM NA PREVALÊNCIA DAS ÚLCERAS DE PRESSÃO NA UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA.

  • Bianca Royer Weschenfelder
  • Cecília Magnabosco Melo
  • Lara de Castro Ávila
  • Ludmila Souza da Silveira
  • Millena Luíza Silva
  • Samara Lamounier S. Parreira
  • Fernanda Bastos Souza

Resumo

O presente trabalho tem por objetivo propor uma metodologia de pesquisa que identifique os fatores que interferem no aparecimento de úlceras de pressão na unidade de terapia intensiva.Tratar-se-á de um estudo experimental, quantitativo, transversal e analítico a ser realizado na UTI de um hospital de urgências localizado no município de Anápolis-Goiás. Constituem-se como participantes da pesquisa profissionais da equipe multidisciplinar: fisioterapeutas, médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem, da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do referido hospital, que possuir vínculo empregatício por ao menos seis meses de trabalho na UTI do mesmo.  O questionário apresentará 16 perguntas fechadas com alternativas de resposta e 2 perguntas abertas, acerca do tema do presente trabalho. Acredita-se que embora seja claro a atribuição de cada membro da equipe multidisciplinar em relação ao seu papel na prevenção de úlceras de pressão, ainda existe uma deficiência na comunicação entre esses profissionais, seja através de comunicação oficial (prontuário) ou através de comunicação verbal. Epera-se que a investigação e identificação dos fatores associados ao aparecimento de úlcera de pressão contribuam com resultados científicos que subsidiem o enfrentamento pelos profissionais de saúde às problemáticas encontradas, e consequentemente os resultados contribuirão para que mediante esse enfrentamento, ocorra uma prevenção mais eficaz das úlceras de pressão e uma diminuição dos custos de tratamento.

Publicado
2019-12-02
Seção
XVII Mostra Acadêmida do Curso de Fisioterapia