HUMANIZAÇÃO NO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA: ÉTICA NA UTILIZAÇÃO DE CADÁVERES

  • Beatriz Nascimento de Souza
  • Grazielly Nascimento Santos
  • Lívia Maria Araújo Abrantes
  • Maria Eduarda Moreira Lino
  • Marya Eduarda Amorim Soares
  • João Martins de Oliveira Filho
  • Fabiane Alves de Carvalho Ribeiro
  • Wesley dos Santos Costa
  • Ilana de Freitas Pinheiro

Resumo

Objetivos: esse trabalho teve como objetivo realizar uma revisão de literatura sobre humanização no estudo da anatomia humana e a ética na utilização de cadáveres. Metodologia: trata-se de uma revisão de literatura que aborda sobre humanização no estudo na anatomia humana e sua relação com a ética na utilização de cadáveres. Resultados: O uso de cadáveres no curso das áreas de saúde é de extrema importância para o estudo das peças humanas, contribuindo para um melhor conhecimento dos alunos. O fato de ter acesso a cadáveres ou a peças dissecadas auxilia na formação crítica, ética e social de cada aluno. Visto que, trabalha a maturidade em lidar com as peças preparando para uma situação real e também uma maturidade bioética, trabalhando a conduta do profissional para com seus pacientes. É de grande importância saber manusear com ética a dissecação de cadáveres humanos com os estudantes da área da saúde. A ciência anatômica usou os corpos dos executados para dissecação ao longo de muitos séculos. À medida que a anatomia se tornou um veículo de educação não apenas científica, mas também moral e ética é importante considerar a fonte dos corpos humanos para dissecação e a maneira de sua aquisição. Conclusão: Portanto, foi considerado indispensável o uso de cadáveres humanos no estudo de qualquer área da saúde, para que o aluno possa obter um bom aprendizado profissional e bioético

Publicado
2019-12-09
Seção
XVII Mostra Acadêmida do Curso de Fisioterapia