IMPACTOS DA ERA CONSUMISTA PARA O MEIO AMBIENTE

  • Diogo Carvalho Borges
  • Felipe Antunes Lopes
  • Dario Leopoldino da Costa
Palavras-chave: Consumismo, Meio Ambiente, Preservação

Resumo

O presente trabalho tem por objetivo evidenciar os impactos de uma sociedade exageradamente consumista para o ecossistema do qual o homem faz parte. O ser humano está inserido no meio ambiente e a todo instante interage com este, a sua preservação é uma garantia de bem-estar e de qualidade de vida para todos os seres vivos. No entanto, a era atual está corrompida pelo consumismo exagerado e inconsciente onde a todo o momento, somos bombardeados com propagandas de bens de consumo, nos fazendo acreditar que possuir é, de alguma forma, ter poder. Todavia, o ato de consumo em si não é um problema, aliás, o consumo é necessário à vida e à sobrevivência de toda e qualquer espécie. Para respirar precisamos consumir o ar; para nos mantermos hidratados, temos que consumir água; para crescermos e nos mantermos saudáveis, necessitamos de alimentos, estes são atos naturais que sempre existiram e que precisamos para nos mantermos vivos. O grande problema está na lógica de comprar algo que não se precisa somente para mostrar status ou por influência de comerciais, uma vez que quanto mais se consome, mais se quer e mais se produz, como aponta Muniz (2013). A busca por esse querer em conjunto com o desejo excedido de se ter, gera a exploração exagerada dos recursos naturais, o consumo extremamente desigual e a produção de uma grande quantidade de lixo, desencadeando prejuízos ambientais e sociais, e colocando em risco o planeta e a população. Não se trata apenas de uma crítica indiscriminada ao consumo e muito menos depreciar a importância da aquisição e utilização de bens, mas sim, de colocar em evidência o excesso, o desperdício e propor a conscientização de hábitos cotidianos, direcionando a população ao consumo responsável. Através de observações no meio do qual o homem está inserido, com base em dados estatísticos divulgados por institutos especializados e pesquisa bibliográfica pautada em autores como Messias Silva (2012) e Kavita Hamza (2012), conclui-se que é de suma importância estratégias que visem reverter esse quadro, transformando as atitudes da sociedade e do governo, visando uma vida ecologicamente correta e um meio ambiente equilibrado, onde as pessoas são conscientes que o crescimento econômico e a proteção ambiental devem andar de mãos dadas.

Publicado
2018-05-17