REAPROVEITAMENTO DA VINHAÇA NA FERTIRRIGAÇÃO DA CANA ORGÂNICA

  • Cintia de Jesus Gomes de Souza
  • Diego de Oliveira Sá
  • Eliane de Alcântara Ferreira
  • Gilvânia Moreira da Silva
  • Dario Leopoldino da Costa
Palavras-chave: Vinhoto, Adubação orgânica, Geração de resíduos

Resumo

O processo de expansão da cana-de-açúcar tanto para a produção de açúcar como etanol, faz do Brasil o maior produtor mundial de cultivo de cana. Com o crescimento das atividades canavieiras, aumentaram a intensificação em relação as questões socioambientais e a preocupação com os resíduos líquidos poluentes e corrosivos lançados no solo. A vinhaça que é um subproduto resultante do etanol, conhecida também como vinhoto ou restilo, possui odor característico, rica em nutrientes passou a ser usada principalmente na fertirrigação da cana orgânica, destinando os efluentes que até então não havia local apropriado para descarte, fazendo o seu reaproveitando de forma controlada. O presente estudo tem como objetivo geral fazer um levantamento do reaproveitamento da vinhaça na fertirrigação no cultivo de cana orgânica, apresentar a norma técnica, conhecer os métodos de fertirrigação e identificar os benefícios e problemas do uso da vinhaça. A metodologia utilizada para embasamento consiste em pesquisa bibliográfica, leituras de artigos sobre essa temática fundamentando em teorias de Fernandes (2013), Fontanetti e Bueno (2017), Macedo e Carvalho (2005) e outros, com abordagem qualitativa. Nos resultados observou-se que a vinhaça é uma fonte de nutrientes como o potássio e nitrogênio que proporciona inúmeros benefícios na fertirrigação da cana orgânica, pois não se utiliza agrotóxicos e adubos químicos, reduz o uso de recursos hídricos, prolonga a produtividade e aumenta o teor de matéria orgânica proveniente do solo. Porém, se despejada em excesso acarreta problemas no solo, como retardamento do processo de maturação da cana, a poluição dos lençóis freáticos, elevação da Demanda Bioquímica por Oxigênio (DBO) e os excedentes de nutrientes em rios e lagos causam eutrofização, acarretando a morte dos peixes. Assim, a técnica que é feita a diluição da vinhaça em água de irrigação do cultivo da cana orgânica, é chamada de fertirrigação, que após análise do solo, determina a quantidade de dosagem específica. Para isso, os métodos de fertirrigação mais empregados são: sulcos de infiltração, caminhões-tanque, aspersão convencional (moto-bombas) e aspersão com canhão hidráulico. Para evitar impactos maiores foram criadas legislações para o uso controlado da vinhaça na fertirrigação, a norma técnica CETESB P4.231/2005 que prevê os procedimentos para fazer o armazenamento, o transporte e aplicação da vinhaça nos canaviais, resultante das atividades sucroalcooleiras. Portanto, a vinhaça é utilizada como complemento nutricional da matéria orgânica para a correção do solo, sem nocividade ao meio ambiente.

Publicado
2018-05-17