A IMPORTÂNCIA DA EQUIPE DE ENFERMAGEM DIANTE DA EXECUÇÃO DOS PROTOCOLOS BÁSICOS DE SEGURANÇA DO PACIENTE

Autores

  • SILMARA CAETANO DE MENEZES FACULDADE EVANGELICA DE GOIANESIA
  • Dannyelly Rodrigues Machado Azevedo

Palavras-chave:

Medidas de segurança, Segurança do paciente, Legislação hospitalar

Resumo

Introdução: O Ministério da Saúde através da portaria MS/GM n° 529/2013, estabeleceu medidas de segurança ao paciente, por meio dos protocolos básicos de segurança, como a prática de higienização das mãos, cirurgias seguras, segurança na prescrição e administração de medicamentos, identificação do paciente, comunicação eficiente, prevenção de quedas e lesão por pressão. O assunto relacionado a segurança do paciente tem ganhado espaço entre discussões no ambiente hospitalar e repercutido mundialmente, devido ao elevado índice de eventos adversos ocasionados, sendo que na sua, estes eventos danosos poderiam ter sido devidamente evitados.

Objetivo: salientar a importância da assistência de enfermagem dentro do ambiente hospitalar, no sentido de por em pratica os protocolos básicos de segurança firmados pela OMS, a fim de evitar ou diminuir problemas causados por descuidos ou negligência.

Metodologia: Trata-se de uma revisão integrativa da literatura, foi realizado a coleta de dados através das bases de dados: LILACS, MedLine, SciELO e BDENF. A busca ocorreu nos meses de fevereiro a julho de 2022. Foram incluídos artigos científicos completos, que tratavam sobre os protocolos básicos de segurança em ambiente hospitalar e a importância da enfermagem nesse cenário, publicados em língua portuguesa e inglesa, entre 2017 a 2022.

Resultados: Foram analisados 7 artigos, observou-se que as principais dificuldades enfrentadas pela equipe de enfermagem na execução dos protocolos de segurança são ausência de protocolos de segurança no hospital, falta de conhecimento referente ao PNSP, ausência de checklist e excesso de trabalho.  A equipe de enfermagem exerce um papel essencial na execução dos protocolos de segurança, pois implementa, capacita e verifica o cumprimento dos protocolos.

Conclusão: O aumento seqüencial das taxas de danos causados por negligência ou imperícia quanto à aplicação dos protocolos básicos de segurança dentro do ambiente hospitalar é alarmante. O profissional de enfermagem por estar constantemente em contato com o paciente, torna-se um dos grandes responsáveis pela verificação da execução corretamente dos protocolos.  

Publicado

2022-10-18