Adubação em plantação de maracujá

  • Murilo Alves Santos Unievangelica
  • Adriano Texeira Chaves
  • Katia Regina
Palavras-chave: Adubação

Resumo

Introdução: No intento de melhorar a produtividade e obter bons frutos no plantio de maracujá vê-se a importância de plantar em solos férteis, ocasionando menores custos de cobertura de nitrogênio, fósforo e potássio para o produtor. Salienta-se que o maracujá tem sua origem América do Sul e América Central, seu nome científico é passiflora.

Problema: Ausência de estudo do solo anterior à plantação. O maracujazeiro plantado em solos pobres em nutrientes, como é o caso do solo arenoso, não terá boa produção de frutos e polpas.

Objetivo: Mostrar a importância de manter o solo produtivo, realizando as análises necessárias, afim de analisar as perdas de nutrientes, verificando a necessidade de cobertura do solo.

Metodologia: Escolhendo um solo produtivo, sendo este, areno-argiloso, profundo, fértil e bem drenado, ressaltando que a altitude em relação ao nível do mar também é relevante, o ideal é de 100 a 900m, caso o solo ideal não seja encontrado, usar os resultados obtidos em laboratório para minimizar os problemas, para tanto é necessário quantificar a viabilidade, analisando o custo benefício. Já com o solo pronto para fazer o plantio do maracujá, deve-se usar mudar entre 25cm a 30cm. Depois do plantio, a colheita acontecerá de 6 a 9 meses.

Instrumento de coleta de dados: Visto que o solo deve ter um pH ideal entre 5,0 e 6,5 será feito uma amostragem em laboratório para obter o pH, caso não esteja numericamente entre os valores indicados anteriormente, deverá ser feita calagem da área de plantio para chegar ao pH ideal. Ainda serão feitas coletas de amostras de solo, para analisar em laboratório, se ele é propício para o cultivo de maracujazeiro, ou se anteriormente será necessário realizar cobertura. Importante ressaltar que esta deve ser feita de 4 em 4 meses, com medidas de 300 a 400 gramas por planta.

Principais autores: Embrapa Infoteca e Portal Embrapa.

Principais resultados: Espera-se plantar com qualidade, mantendo o Brasil como o maior exportador do fruto e polpa do maracujá do mundo, tendo hoje como produção 330 mil toneladas e aproximadamente 33 mil hectares de área plantada. Do ano de 1980 a 2017 o cultivo de maracujá subiu de 6.500 hectares de área colhida para 41.090 hectares, com essa informação além da finalidade de manter o Brasil no topo de maior exportador do seguimento no mundo, ainda aumentar a sua produção.

Publicado
2019-11-04