AUTOMAÇÃO DO CONTROLE DE NÍVEL DE RESERVATÓRIOS INDUSTRIAIS UTILIZANDO ARDUÍNO E SENSOR DE ULTRASOM

  • LILIENE GONDIM DE OLIVEIRA Evangélica de Goianésia
  • DANILLO GODINHO GOMES
  • JONATHAN DA SILVA BORBA
  • VINICIUS PESSOA AGUILERA ARAÚJO
  • Ivandro José de Freitas Rocha
Palavras-chave: ARDUÍNO, PROJETO, AUTOMAÇÃO, SISTEMA, CONTROLE, NÍVEL

Resumo

A crescente evolução das estratégias de produção industrial, resulta em uma busca por otimização de custos, tempo de trabalho e qualidade total. A automação aparece como alternativa de soluções rápidas para problemas de inúmeros gêneros, além de promover uma importante interação entre homem e máquina. A utilização do arduíno aponta uma nova direção nesse cenário de mudanças tecnológicas, ganhando destaque pela simplicidade de montagem, eficiência e facilidade na busca por códigos, tornando possível desenvolver técnicas de automação com custos de aquisição bem menores se compararmos com os modelos oferecidos no mercado. O projeto visa a elaboração de um processo automatizado para coordenar o nível de líquidos, sendo este um sistema de baixo custo e de fácil utilização, que dispõe de benefícios econômicos e para o meio ambiente. Na construção do protótipo foram utilizados, uma placa de arduíno mega 2560, um sensor ultrassônico HC SR04, duas minibombas, um modulo relé de 4 canais, resistores e fontes. O código de programação é utilizado para manter o funcionamento do circuito eletrônico microcontrolado por um aplicativo computacional, para a elaboração do código primeiro foi desenvolvido um algoritmo descritivo do sistema de controle, este algoritmo foi implantado na linguagem própria do arduíno. A placa de arduíno mega foi escolhida por possuir uma quantidade maior de portas o que facilitou a implementação do projeto, pois ela realiza o controle de entrada e saída de dados e ainda garante a eficiência máxima. Para medir o nível de água dentro do reservatório foi utilizado um sensor ultrassônico, visto que ele seria capaz de atender as necessidades além de possuir um baixo custo de aquisição. Este sensor é o responsável por definir os limites máximos e mínimos do reservatório comunicando com o sistema os momentos de início e fim do bombeamento. Para realizar o abastecimento e a retirada de água do reservatório foram utilizadas duas minibombas, sendo elas componentes que obedecem aos comandos pré-definidos pela leitura do sensor.  Para representar o sistema foram utilizados dois reservatórios, onde um seria a base de abastecimento e o outro o destino final da água. No reservatório final estão demarcados os níveis máximos e mínimos, o sensor encontra-se instalado na parte superior do reservatório realizando constantemente a medição do nível de água. Sempre que o sensor detectar o nível mínimo, a minibomba 01 será acionada para realizar a retirada de agua do reservatório base e transmitir para o reservatório final, o mesmo vai acontecer quando o sensor detectar o nível máximo, porém a minibomba 01 será desativa e a minibomba 02 será ativada para fazer a retirada de agua do reservatório final e transmitir para o reservatório base. Este sistema vai evitar que o reservatório fique vazio ou até mesmo o transbordamento de água, formando um ciclo entre os reservatórios. De acordo com os testes realizados o sistema desenvolvido se apresenta como um protótipo possível de se implementar para aplicação pratica em reservatórios reais.

Publicado
2019-11-04