AVALIAÇÃO DAS CARGAS DE VENTOS EM UM EDIFICIO DE MULTIPAVIMENTOS CONSTRUÍDO COM DIFERENTES TIPOS DE CONCRETO

  • Fabio Henrique Ferreira de Brito Faculdade Evangelica de Goianesia
  • Érika Neres Romeiro Naves
  • Lana Kainy Torres Souza
  • Bruna Oliveira Sousa
  • Tania Aparecida Andrade Barros
Palavras-chave: Parametro de estabilidade, carbeto de silicio, carga de vento

Resumo

A avaliação das cargas de vento em edifícios é muito importante, pois através delas conhecemos as forças que irão provocar a deformação na estrutura para então dimensioná-las de forma a resistir estes esforços. Durante esta avaliação, é preciso determinar o parâmetro de estabilidade da estrutura (ɣz), o qual de acordo com a NBR 6118/2014 se for menor ou igual a 1,10 trata-se de uma estrutura de nós fixos, portanto não é necessário avaliar os efeitos de 2a ordem; Caso este fator seja superior a 1,10 trata-se de uma estrutura de nós móveis e portanto é necessário avaliar o efeito PΔ (o valor do deslocamento em função da carga de vento).

Entretanto a NBR 6118/2014 determina que a estrutura não pode ter um fator ɣz superior a 1,30. Caso seja superior a 1,30, uma alternativa para reduzir este fator é aumentar a rigidez da estrutura, a qual pode ser elevada modificando a área da seção transversal e/ou o modulo de elasticidade.

Mediante esses fatores, será avaliado a diferença no comportamento das estruturas para um edifício de multipavimentos construído utilizando concreto convencional (agregado graúdo: brita zero), e para o mesmo edifício considerando que ele tenha sido construído com concreto utilizando Carbeto de Silício como agregado graúdo, que oferece uma resistência superior ao concreto convencional.

As resistências de cada tipo de concreto serão consideradas de acordo com os resultados encontrados no relatório de compressão axial dos corpos de provas do TCC ainda em andamento do acadêmico Fábio Henrique Ferreira de Brito, sob a orientação do M.Sc. Welinton Rosa da Silva.

Publicado
2019-11-04