AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DE SISTEMA DE IRRIGAÇÃO POR ASPERSÃO AUTOPROPELIDO

  • Alessandra Paixão Aires Lima Faculdade Evangélica de Goianésia
  • Marcia Rodrigues de Oliveira
Palavras-chave: Irrigação aspersão; Manejo de Irrigação; Eficiência de uso de água.

Resumo

Os sistemas de irrigação por aspersão revolucionaram o desenvolvimento da agricultura irrigada sendo muito difundidos em todo o mundo. A constante avaliação do desempenho dos sistemas de irrigação torna-se necessária para verificar se as condições previstas no projeto condizem com o observado em campo. Desta forma, objetivou-se nesse trabalho avaliar a uniformidade de irrigação em sistema de irrigação por aspersão autopropelido. O ensaio foi realizado no Instituto Federal Goiano Campus-Ceres, localizada no município de Ceres Goiás nas coordenas geográficas Latitude  15°.35’6,11” S e Longitude 49°.59’54,17” O. Avaliou-se o sistema de irrigação do tipo aspersão autopropelido da marca KREBS, sistema de aspersão Komet Twin 140 Ultra. Os testes foram realizados em outubro de 2019 futebol do IF Goiano Campus Ceres. Foi testado 01 conjunto de irrigação tipo autopropelido KOMET TWIN 140 PLUS, para aplicação de água, de forma a se ter uma boa representatividade da área em estudo. Utilizou como equipamento de pressurização uma moto bomba agrícola modelo D-229/4 motor MWM alimentado a diesel agrupado a uma bomba hidráulica ksb modelo WKL 80/8 com potência 44 Kw e vazão de 45 m³.h-1 pressão 170 m.c.a. e rotor e 213 mm dispostos em série de 8 rotores com diâmetro 6” de mangote na sucção e saída de 5” para linha principal e pressão 8,8 kgf.cm-2, mais autopropelido, do tipo carretel enrolador da marca KEEBS modelo com mangueira acoplada de 90mm. O aspersor utilizado foi o Komet Twin 140 plus, instalado sobre carrinho de 171 cm de largura e altura do bocal de 155 cm de altura tipo cônico com diâmetro interno de 0,03 m e faixa de operação em pressão de 2,0 a 7,0 kgf.cm-2, ajustando-se a pressão de serviço em 2,1 kgf.cm-2, trajetória do jato de 180º e distancia de lançamento do jato a 31,2 m em condições ótimas. O aspersor ainda apresentava sistema de propulsão ajustável, sistema de freio automático e mecanismo de reversão setorial. Uma linha de coletores foi inserida em campo espaçados em 3,00 m nas direções leste, oeste. Coletou-se o volume aplicado no ensaio realizado com tempo de 30 minutos em perfil linear de distribuição de água, condições locais de ventos. De posse dos dados efetuou cálculos da uniformidade. Para avaliação da uniformidade de distribuição de água utilizaram-se uma linha perpendicular ao deslocamento do veículo. O bordo superior dos coletores foi instalado na posição horizontal, podendo ser obtido através de um controle visual. A avaliação baseou-se nos seguintes coeficientes de desempenho: Lâmina média coletada; lâmina média aplicada; Coeficiente de Uniformidade de Christiansen (CUC). Com base nos critérios de classificação da ASAE (1996), os valores de CUC encontrados classificam a uniformidade de aplicação de água (UAA) do sistema de irrigação do autopropelido, como sendo insuficiente, uma EA em torno de 67,98% pois é menor que 80%.

Publicado
2019-11-04