Concreto Inteligente

  • Polyana Barbosa Fernandes Faculdade Evangélica de Goianésia
  • Adriana Barbosa Fernandes
  • Thauany Furriel Lima
  • Juliana Costa Campos
Palavras-chave: bacillus, bioconcreto, tricas

Resumo

O concreto apresenta diversas patologias, entre as mais comuns apresentam-se as fissuras, trincas e rachaduras, pois está sujeito a fatores químicos e físicos, tais patologias podem prejudicar suas propriedades mecânicas e sua vida útil, em decorrência disso, pesquisadores desenvolveram o bioconcreto, um concreto composto por bactérias com a capacidade de autorregenerar fissuras em sua estrutura. Objetiva-se neste trabalho conhecer a eficiência do bioconcreto na construção civil no âmbito sustentável em comparação ao concreto convencional, por tanto o presente trabalho baseou-se em revisão bibliográfica em artigos científicos da área da engenharia civil. As bactérias usadas no concreto devem ser adequadas para fazer a precipitação de carbonato de cálcio e possuir uma vedação duradoura, tais como: Bacillus pseudofirmus, Bacillus cohnii, Escherichia coli, Bacillus pasteurii, Bacillus balodurans, Bacillus subtilis e Bacillus sphaericus, são capazes de viver sem oxigênio por mais de 200 anos. É necessário acrescentar o lactato de cálcio na composição do bioconcreto, na presença de trincas, fissuras ou rachaduras, as bactérias serão expostas aos elementos físicos, entre eles a água, que se introduz nos espaços das rachaduras e ativa as bactérias. Instantaneamente as bactérias começam a consumir o lactato de cálcio, produzindo calcário como decorrência da digestão. Segundo os cientistas em aproximadamente três semanas esse calcário terá fechado totalmente as fissuras. A utilização do bioconcreto é possível reparar fissuras de qualquer comprimento, mas até o momento o que foi comprovado é que as bactérias regeneraram fissuras de até 8 milímetros de largura, sendo assim, em rachaduras mais largas o bioconcreto será ineficaz, mesmo que tenham pequeno comprimento. Conclui-se que essa tecnologia é adequada para estruturas expostas ao intemperismo, e em pontos de difícil acesso. Possibilita uma redução significativa em relação a manutenções futuras. 

 

Palavras chaves: Bacillus. Bioconcreto. Trincas.

Publicado
2019-11-01