Ayrton Senna

  • GABRIELLE PADILHA SILVA Evangélica Goianésia
  • Murilo Silva Coelho
Palavras-chave: Ayrton Senna

Resumo

Acadêmicos: Gabrielle Padilha Silva (gabypadilha029820@gmail.com)

 e Murilo Silva Coelho (murilosilvaclh@gmail.com)

Professor: Wesley Freitas

Orientador: Wesley Freitas (wesley.freitas@evangelicagoianesia.edu.br)

 

Ayrton Senna da Silva  (São Paulo, 21 de março de 1960 — Bolonha, 1 de maio de 1994) foi um piloto brasileiro de Fórmula 1, três vezes campeão mundial, nos anos de 1988, 1990 e 1991. Foi também vice-campeão no controverso campeonato de 1989 e em 1993. Sua morte, igualmente como o funeral e velório, provocou uma das maiores comoções da história do Brasil, bem como repercussão mundial. Em pesquisas feitas com jornalistas especializados, pilotos e torcedores, é considerado como o melhor piloto da história da Fórmula 1 de todos os tempos. Em vida, Ayrton ajudou inúmeras vezes programas de assistência a carentes, principalmente os ligados a crianças. A única condição para isso era: total sigilo. Se a imprensa descobrisse, ele negaria. Até mesmo a família e amigos mais próximos não tinham conhecimento da maioria de suas doações. Ayrton não desejava que seus gestos fossem interpretados apenas como promoção pessoal. Após sua morte, foi descoberto que ele havia doado em segredo uma quantidade muito grande de sua fortuna pessoal (estimada em cerca de US$ 400 milhões) para ajudar crianças pobres.

Pouco antes de sua morte, ele criou a estrutura de uma organização dedicada às crianças pobres brasileiras, que mais tarde se tornou o Instituto Ayrton Senna.

Em 1982 Ayrton conseguiu seus primeiros patrocinadores de peso. A primeira parceria se deu com a Riachuelo por meio da marca Jeans Pool, lançada e comandada na época por Flávio Rocha. Segundo Flávio, a quantia designada a patrocinar a jovem promessa girava em torno de 100 mil dólares. A marca continuou com o piloto até 1984. No mesmo ano foi a vez do Banco do Estado do Rio de Janeiro (Banerj), comandado na época por Israel Klabin. A parceira durou até o final da temporada de 1983, quando já era comandado por Marcello Alencar.

Mantinha um contrato de patrocínio com o Banco Nacional, que nos últimos anos de vida, lhe rendia cerca de 7 milhões de dólares anuais. O boné azul do Banco, usado pelo piloto em suas entrevistas coletivas e outros eventos, ficou bastante associado a imagem do brasileiro. O produto é vendido pela loja virtual da marca Ayrton Senna.  O Instituto Ayrton Senna é uma ONG brasileira criada pela família Senna em 1994 tendo como presidente Viviane Senna, empresária e irmã do tricampeão de Fórmula 1. O Instituto concretiza o sonho de Ayrton Senna de ajudar o Brasil a diminuir as desigualdades sociais, criando oportunidades de desenvolvimento humano a crianças e jovens por meio da educação.

A marca foi criada em 1990 e foi desenvolvida pela designer Renata Curcio. Tem o "S" estilizado como símbolo. É ligada à imagem da pessoa Ayrton Senna, com produtos mais luxuosos.

 

Publicado
2019-10-30