Análise do Índice de Massa Corporal dos participantes da Unicidadã, na cidade de Goianésia, GO, 2018

  • Clara Lusia Sousa Faculdade Evangelica de Goianésia
  • Elias Souza
  • Jordana Alves
  • Lalleska Lemos
  • Sidnei Silva
  • Agnes Camisão
  • Elias Mota
Palavras-chave: Saúde Coletiva, Obesidade, Sedentarismo

Resumo

Análise do Índice de Massa Corporal dos participantes da Unicidadã, na cidade de Goianésia, GO, 2018

 

Clara Lusia Sousa1

Elias Alves de Souza2

Jordana Fernandes Alves3

Lalleska Moreira de Lemos4

Sidnei Sanches Nascimento da Silva5

Agnes Raquel Camisão6

Elias Emanuel Silva Mota7

 

 (1) Acadêmica, Faculdade Evangélica de Goianésia, Faceg, Brasil. E-mail: clara.ljd@gmail.com

 

(2) Acadêmico, Faculdade Evangélica de Goianésia, Faceg, Brasil.. Email: eliasfjm@hotmail.com

 

(3) Acadêmica, Faculdade Evangélica de Goianésia, Faceg, Brasil. E-mail: jordanafa98@hotmail.com

 

(4)Acadêmica, Faculdade Evangélica de Goianésia, Faceg, Brasil. E-mail: lalleska_gatinha@hotmail.com

 

(5) Educador Físico. Email: sidney_sanches128@hotmail.com

 

(6)Professora, Doutora, Faculdade Evangélica de Goianésia, Faceg, Brasil. E-mail: agnescamisao1963@gmail.com

(7) Professor, Doutor, Faculdade Evangélica de Goianésia, Faceg, Brasil. E-mail: elias-emanuel@hotmail.com

 

 

 

Introdução: Índice de Massa Corporal (IMC) é o termo, comumente utilizada para medir o grau de obesidade dos indivíduos, a fim de avaliar e alertar riscos à saúde ao qual estão suscetíveis os indivíduos caso o nível esteja acima ou abaixo do adequado. A taxa considerada adequada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) é de 18,5 à 24,9, acima de 25 é considerado sobrepeso e abaixo de 18,5 magreza ou abaixo peso. Objetivo: O presente estudo teve como  objetivo avaliar o IMC de um grupo de participantes de um projeto social na cidade de Goianésia no primeiro semestre do ano de 2018. Métodos: O número de participantes do estudo foi de 207, desse percentual 65% foram mulheres e 35% de homens. O estudo iniciou na sala de atendimento, onde aconteceu a triagem, realizada pelos acadêmicos do curso de enfermagem. Os indivíduos tiveram seu peso conferido com auxílio de uma balança e a verificação da estatura com fita métrica. Essas informações foram utilizadas para o cálculo do IMC cuja formula é: peso/altura², posteriormente os dados obtidos foram registrados em uma planilha do Excel e em seguida foi realizada uma análise descritiva no Microsoft Office Excel 2018. Resultados e Discussão: A média obtida nos cálculos de IMC foi de 25,51, sendo que o valor mínimo encontrado foi de 13,23 e o máximo foi 48,55. Segundo a OMS o índice normal de massa corpórea deve variar de 18,5 a 24,9. Portanto observa-se que na população avaliada o valor ultrapassa o que seria adequado. A média encontrada para o peso foi de 65,43 e da altura de 1,58. A realização do estudo possibilitou a verificação de que no grupo avaliado o índice de massa corpórea está acima do adequado. A obesidade é um dos problemas de saúde pública mais frequentes devido sedentarismo e maus hábitos alimentares da população, consequentemente causando maiores problemas de saúde entre as quais hipertensão e diabetes. Conclusão: É de extrema importância promover a conscientização sobre os cuidados necessários para se obter um estilo de vida saudável. Assim sendo os acadêmicos devem estar preparados para orientar e direcionar seus futuros pacientes. O contato, graduando e cliente, promovido pelo projeto instiga os alunos a se situarem como agentes transformadores da sociedade num contexto onde a informação impacta a vida de outrem.

Publicado
2018-10-24