VIOLÊNCIA UNIVERSITÁRIA E A CRISE DE AUTORIDADE DO DOCENTE

  • Geovanna Lima Andrade Faculdade Evangélica de Goianésia
  • Isabella Carolyne Crispim Rocha
  • Maxilene Soares Correa
Palavras-chave: violência, docentes, discentes, profissional

Resumo

A violência tornou-se assunto discutível nas últimas décadas ; as suas causas, as consequências, os tipos, as características do sujeito que a pratica, vítimas em potencia, enfim, diversos aspectos que envolvem o tema. Dentre os tipos de violência temos: violência simbólica; violência urbana; violência doméstica; violência física e verbal, violência psicológica, violência sexual, violência obstétrica, violência universitária e muitas outras. Este trabalho tem como elemento principal a violência universitária, ainda pouco discutida mas que, ocorre com grande frequência nas instituições de ensino superior, seja ela de cunho particular, pública ou conveniada. A Universidade ocupa um papel de suma importância. Ela é um ambiente diverso, através do qual o profissional é moldado tanto no aspecto acadêmico, quanto do pessoal e relacional. Diante disso, a afetividade na relação professor-aluno se torna importante para o desenvolvimento profissional do estudante para o exercício de sua futura profissão. Em contrapartida, a partir do momento que esse vínculo for manifestado por atitudes desrespeitosas e coercitivas, ocorrerá falha no aprendizado, dessa forma, o acadêmico se tornará desmotivado, indisposto, e irresponsável para aprender e atuar. A hierarquia existente entre docentes e discentes na instituição favorece para a ocorrência de maus-tratos. Por sua vez, ocorre com frequência em estágios, onde  o acadêmico possui o seu primeiro contato prático, necessitando de um monitoramento profissional, que muitas vezes maltratam os estudantes com agressão verbal, expressando essas atitudes publicamente, por conseguinte, rebaixa a capacidade da vítima, logo, deixando- o ridicularizado diante de sua identidade profissional. O cansaço e o estresse costumam ser os motivos principais para ocasionar essas situações de violência no meio acadêmico por parte dos profissionais, alunos e docentes. Além disso, devido os professores possuírem autonomia perante a sala de aula, gera um sentimento de superioridade, assim, gerando fatores que os levam a serem agressivos para com os outros. Sabe-se que a maior parte o tempo dos estudantes é no ambiente acadêmico. Sendo assim, é desejado que esse local seja agradável, motivador, para que assim possa cooperar no desenvolvimento intelectual do estudante. Todavia, a realidade descoberta nas instituições de ensino está sendo contrária. Dessa forma, a mudança deve ocorrer com o intuito de gerar profissionais humanizados e capacitados conforme cada profissão. Portanto para resolver esse impasse é necessário possuir um sistema de denúncia a respeito desses abusos oferecendo assim apoio a cada vítima. Além disso, é preciso que as instituições providenciem programas de conscientização contra a violência verbal, mostrando as consequências que o mesmo causa, diante disso, oferecendo aos docentes capacitação, treinamento e qualificação acerca do tema. O objetivo do presente trabalho, foi buscar tentar mostrar um pouco do que se trata a violência universitária e mostrar a forma que ela está cada vez mais presentes nas instituições de ensino. Os métodos para se chegar a tal resultado, foi através de pesquisas e de discussões acerca do tema. Utilizamos de livros, notícias, e principalmente artigos de cunho científicos para tomarmos como base teórica para redigir tal trabalho.    

Publicado
2018-10-24