FABRICAÇÃO DE TIJOLOS ECOLÓGICOS COM ADIÇÃO DE ESCÓRIA DE ALTO FORNO

  • Wesley da Silva Souza FACEG
  • Denis José Rodrigues de Souza FACEG
  • Janio Silva Junior FACEG
  • Welinton Rosa da Silva FACEG
Palavras-chave: tijolo ecológico, tecnologia de construção sustentável, alvenaria estrutural.

Resumo

Os recursos disponíveis na natureza são finitos, e com o aumento demográfico vem produzindo significativos transtornos tanto à natureza quanto ao homem a médio e longo prazo (SOUZA, I. U.L., 2013). É imprescindível que preocupe-se com formas de desenvolvimento sustentável para que haja equilíbrio entre o desenvolvimento humano e o bem estar coletivo, garantindo assim o tempo necessário para revitalização natural do meio ambiente.

 A proposta de implantação de um projeto cientifico com intuito de se desenvolver formas cientificas e coordenadas por normas que garantem o necessário funcionamento e segurança da utilização destes vem sendo necessário cada vez mais, com esta linda de raciocínio oferece-se a proposta de desenvolvimento de um tijolo ecológico à base de escória como substituinte da areia em seu processo de dosagem. Uma inovação tecnológica que reduzirá imensamente os impactos causados pela extração/exploração de areia.

Terá como meta do projeto alcançar e apresentar soluções para aplicação de escória de alto forno na fabricação de tijolos ecológicos, tais como o processo de dosagem do traço para aplicação e a definitiva execução da prensa dos tijolos em máquina. A proposta visa como fundamento a reutilização e utilização consciente dos componentes limitados da natureza, de modo que este ideal é tornar o produto menos danoso possível ao meio ambiente e em contrapartida de fácil acesso à população, tanto quanto a estocagem e produção correta garantindo o atendimento aos consumidores quanto ao baixo valor de mercado. Ocorrerá por meio de pesquisas, estudos científicos e planejamentos tais como consta em normas brasileiras, com aplicação por meio de destes e testes laboratoriais com o propósito de se obter relevante resistências na produção dos blocos estruturais prensados compostos basicamente de argila, agregados, escória e água, e possivelmente aditivos. Executará estudos de granulometria do agregado escória, massa especifica do composto, propriedades mecânicas e químicas para melhor aplicação desse material no traço a ser desenvolvido. Obterá se a escória através de um dos integrantes da linha de pesquisa, executará a secagem do material e então os estudos de granulometria e massa unitária serão realizados. Com o propósito concluído partirá para o estudo de traço e os componentes necessários afim de se obter a massa ideal para produção dos tijolos estruturais ecológicos. Um dos integrantes também já possui a prensa necessária e a dispõe para uso durante os processos da linha de pesquisa. Alcançado o traço ideal executará os primeiros testes de corpos de prova prensados na máquina manual e verificará assim a resistência obtida nos mesmos durante sete, quinze e vinte e oito dias. Corrigindo as necessárias modificações no traço ou em demais fases do projeto com intuito de alcançar soluções reais e ideais para a aplicação do produto no mercado brasileiro de construção civil.

Publicado
2018-10-24