Avaliação da instabilidade de estrutura em concreto armado

  • danielly luz araujo de morais faceg
  • Igor Cezar Silva Braga
Palavras-chave: gama z, concreto armado, instabilidade

Resumo

Estruturas de concreto armado de múltiplos pavimentos compreendem estruturas isoladas de pilares, vigas, lajes e fundações, ligadas entre si formando-se um pórtico espacial. Quanto aos nós a estrutura pode ser classificada em nós fixos, quando seus deslocamentos horizontais são pequenos, e em nós móveis, quando seus deslocamentos laterais contribuem consideravelmente para o aumento dos esforços solicitantes na estrutura, havendo a necessidade da utilização de métodos para avaliação de efeitos de segunda ordem globais. Verificações de instabilidade são muito importantes para minimizar os riscos e evitar deslocamentos excessivos que possam acarretar a inutilização da estrutura projetada. Segundo a NBR 6118 (ABNT,2014), para estruturas reticuladas com mais de 4 pavimentos pode ser utilizado o método de avaliação da estabilidade considerando o coeficiente gama-z, um coeficiente de majoração dos esforços de primeira ordem para obtenção dos esforços finais de segunda ordem. O uso de programas para análises computacionais de estruturas e detalhamento automático de armaduras é cada vez mais utilizado na atualidade, facilitando também as verificações específicas de instabilidade estrutural. O objetivo deste trabalho é avaliar a influência da variação paramétrica da geometria dos elementos isolados de uma edificação de múltiplos pavimentos no parâmetro de instabilidade gama-z utilizando-se o software comercial Eberick®. O trabalho comprova que estas variações paramétricas influenciam diretamente no parâmetro de instabilidade obtendo-se ora estruturas de nós fixos, ora nós móveis. Portanto a verificação do comportamento do coeficiente gama-z é salutar num dimensionamento estrutural de múltiplos pavimentos, pois se pode haver a necessidade de avaliação de efeitos de segunda ordem globais na estrutura.

Publicado
2018-10-24