Recuperação de Área Degradada Utilizando Agricultura Sintrópica

  • Juliana Gonçalves Siqueira
  • Yanuzi Mara Vargas Camilo
  • Gabriella Thairine Soares Silva
  • Gabriella De Almeida Godoi
  • Sara Francielly de Sousa Fernandes
  • Matheus de Souza Ferreira
Palavras-chave: Sintropia; Agrofloresta; Agrocologia

Resumo

O presente trabalho objetivou avaliar a recuperação de áreas degradadas, através da
utilização da agricultura sintrópica, sob os aspectos físicos e químicos do solo. As análises
foram feitas na Unidade Experimental do Centro Universitário de Anápolis -
UniEVANGÉLICA, na cidade de Anápolis – Goiás, onde se localiza a área agrícola
degradada. E em outras duas áreas no Sítio Flor & Ser, na cidade de Pirenópolis – Goiás,
com áreas de Agricultura sintrópica implantadas em 2012 e em 2017. A pesquisa foi
conduzida através da coleta do solo para fertilidade e também análise indeformada com
o método de anéis volumétricos, todas as coletas ocorreram em 4 repetições, em um
delineamento inteiramente casualizado. As análises químicas mostraram que a área
sintrópica instalada em 2012 apresentou os maiores valores de pH, Ca, Mg, K e P, além
da maior porcentagem de saturação de base. Portanto, pode-se comprovar que a utilização
de agricultura sintrópica recupera áreas degradadas.

Publicado
2020-01-24
Edição
Seção
Artigos