A CONTRIBUIÇÃO DA LUBRIFICAÇÃO EM MÁQUINAS INDUSTRIAIS

Autores

  • Bruno Borba Souza
  • Gino Bertolluci Colherinhas

Palavras-chave:

lubrificantes, indústria, máquinas e equipamentos

Resumo

O funcionamento das máquinas em um ambiente industrial é um dos principais fatores que afetam diretamente o desempenho da empresa no mercado. O funcionamento adequado permite que fabrique produtos com alto padrão de qualidade e dentro das especificações, atendendo assim à demanda dos clientes. Nesta linha, diversas fatores afetam o funcionamento das máquinas, entre os quais destaca-se a manutenção, que tem influência direta sobre a produtividade e qualidade. Este trabalho teve como objetivo apontar os principais aspectos acerca da lubrificação de máquinas e equipamentos industriais, indicando fatores que influenciam diretamente a qualidade da lubrificação e quais as vantagens de se ter um planejamento de lubrificação adequado. A metodologia utilizada consiste em uma revisão da literatura, onde forma selecionados artigos obtidos por meio das plataformas do Google Acadêmico, Scopus e Web of Science.  Os resultados obtidos indicam que os Lubrificantes são usados em uma infinidade de máquinas e aplicações onde existem partes móveis. Entre os mais populares o mais conhecido é óleo de motor de carro tradicional, mas também há lubrificantes para a usinagem de peças e manutenção de máquinas. Este trabalho por meio de uma revisão da literatura tem como objetivo descrever as principais características e finalidades dos lubrificantes utilizados na indústria como um todo. Existem dois tipos principais de lubrificantes, os de origem mineral e os de origem sintética. Estes dois tipos também podem ser misturados em certas ocasiões. Os óleos minerais são extraídos do petróleo, enquanto que para a fabricação de óleos sintéticos é necessário usar métodos químicos geralmente mais caros. Eles têm a vantagem de serem geralmente mais resistentes ao calor e mais fáceis de proteger, adicionando aditivos antioxidantes. Entre as propriedades mais importantes destaca-se a viscosidade, que atua diretamente no bom desempenho das máquinas, principalmente no setor industrial.

Referências

DE ALMEIDA, P. Manutenção Mecânica Industrial–Conceitos Básicos e Tecnologia Aplicada. Saraiva Educação SA, 2018.

MATOS, P. R. R. Utilização de óleos vegetais como bases lubrificantes. 2011. 100 f. Dissertação (Mestrado em Química)-Universidade de Brasília, Instituto de Química, Programa de Pós-Graduação em Química, 2011.

GUEDES, A. E. D. S. Síntese e caracterização de nanopartículas superparamagnéticas para aditivação de lubrificantes industriais. 2017. 163f. Tese (Doutorado em Engenharia Mecânica) - Centro de Tecnologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.

DE ALMEIDA, P. S. Lubrificação Industrial-Tipos e métodos de lubrificação. Saraiva Educação AS, 2014

JULIÃO, J. C. Estudo comparativo de óleos lubrificantes básicos minerais. Revista da Graduação, v. 4, n. 2, 2011.

BELINELLI, M. M. Desenvolvimento de método para seleção de política de lubrificação de máquinas centrada em confiabilidade: aplicação na indústria alimentícia. 2015. Tese (Doutorado em Engenharia Mecânica de Projeto de Fabricação) - Escola Politécnica, University of São Paulo, São Paulo, 2015.

BELINELLI, M. Desenvolvimento de um sistema informatizado aplicado à gestão de planos preventivos de lubrificação industrial. 2011. Dissertação (Mestrado em Engenharia mecânica),. Universidade Tecnológica Federal do Paraná, 2011.

JUSTE, K. R. C. Tribological Characterization of Solid Lubrication. 2012. 164 f. Tese (Doutorado em Engenharias) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2012.

CORREIA, A. E.; DAVIM, J. P. Efeito da lubrificação mínima (mql-minimal quantity of lubricant) na maquinagem de uma liga de alumínio. Revista da Associação Portuguesa de Análise Experimental de Tensões ISSN, v. 122, p. 922, 2006.

WATANABE, F. Y. Lubrificação ativa aplicada a mancais hibridos radiais. 2003. 169p. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Engenharia Mecanica, Campinas, 2003.

SZERI, A. Z. Fluid film lubrication. Cambridge university press, 2010.

DOWSON, D.; HIGGINSON, G. R. Elasto-hydrodynamic lubrication: international series on materials science and technology. Elsevier, 2014.

KLEIN, J. Hydration lubrication. Friction, v. 1, n. 1, p. 1-23, 2013.

KHONSARI, M. M.; BOOSER, E. R. Applied tribology: bearing design and lubrication. John Wiley & Sons, 2017.

WANG, J.; WEN, H.; DESAI, D. Lubrication in tablet formulations. European journal of pharmaceutics and biopharmaceutics, v. 75, n. 1, p. 1-15, 2010.

DAI, W.. Roles of nanoparticles in oil lubrication. Tribology International, v. 102, p. 88-98, 2016.

DOLAN, G. K. Friction, lubrication, and in situ mechanics of poroelastic cellulose hydrogels. Soft Matter, v. 13, n. 19, p. 3592-3601, 2017.

CHOWDHURY, M. A. Friction, Lubrication and Wear. BoD–Books on Demand, 2019.

KHONSARI, M. M.; BOOSER, E. R. Applied tribology: bearing design and lubrication. John Wiley & Sons, 2017.

KRAGELSKY, I. V.; ALISIN, V. V. (Ed.). Friction wear lubrication: tribology handbook. Elsevier, 2016.

STOLTE, S. Ionic liquids as lubricants or lubrication additives: An ecotoxicity and biodegradability assessment. Chemosphere, v. 89, n. 9, p. 1135-1141, 2012.

SHAHNAZAR, S.; BAGHERI, S.; ABD HAMID, S. B. Enhancing lubricant properties by nanoparticle additives. International journal of hydrogen energy, v. 41, n. 4, p. 3153-3170, 2016.

MINAMI, I. Molecular science of lubricant additives. Applied sciences, v. 7, n. 5, p. 445, 2017.

ZHOU, Y.; QU, J. Ionic liquids as lubricant additives: a review. ACS applied materials & interfaces, v. 9, n. 4, p. 3209-3222, 2017.

GUPTA, B. Energy efficient reduced graphene oxide additives: Mechanism of effective lubrication and antiwear properties. Scientific reports, v. 6, n. 1, p. 1-10, 2016.

XIE, H. Lubrication performance of MoS2 and SiO2 nanoparticles as lubricant additives in magnesium alloy-steel contacts. Tribology International, v. 93, p. 63-70, 2016.

ZHANG, Y.; XU, X. Machine learning decomposition onset temperature of lubricant additives. Journal of Materials Engineering and Performance, v. 29, n. 10, p. 6605-6616, 2020.

MANG, T. Encyclopedia of lubricants and lubrication. Berlin: Springer, 2014.

DOWSON, D.; HIGGINSON, G. R. Elasto-hydrodynamic lubrication: international series on materials science and technology. Elsevier, 2014.

Downloads

Publicado

2022-03-18