OBTENÇÃO E CARACTERIZAÇÃO MECÂNICA DE CONCRETO REFORÇADO COM FIBRA DE LÃ DE ROCHA SUBMETIDO A ALTAS TEMPERATURAS

Autores

  • Samuel SILVEIRA MATIAS DE CAMARGO Unievangelica Campus Ceres/Aluno
  • Matheus Carneiro Melo
  • Jéssica Nayara Dias

Palavras-chave:

Concreto, compósito cimetício, incêndio, cimento

Resumo

Sendo um dos fenômenos mais danosos para as estruturas de concreto, os incêndios são agentes de rápida ação e provocam reações prejudiciais quanto à resistência à compressão desses elementos. Uma das formas de estudo para a melhoria das propriedades do concreto é a inserção em sua matriz de um material com maior resistência ao fogo, também chamado refratário. Um material de origem natural que se enquadra como refratária é a fibra de lã de rocha, utilizada em indústrias petrolíferas, usina termo elétricas, usinas sucroalcooleiras e na construção civil. Este estudo teve como objetivo a obtenção e caracterização do concreto com inclusão da fibra de lã de rocha, em 3 percentuais diferentes, e os seus efeitos quanto ao desempenho após exposição a altas temperaturas e métodos de resfriamento distintos, e períodos de cura variados, para obter uma melhor leitura de resultados. Para tanto, quatro traços de concreto foram fabricados, um convencional e três com a substituição parcial do cimento pela fibra nas porcentagens de 5, 10 e 15% em massa. Foi realizado um programa experimental para obtenção dos compósitos cimentícios reforçados com fibras de lã de rocha mineral. O preparo do material compósito foi feito com a cooperação e utilização de ferramentas disponíveis no Laboratório de Materiais e Estruturas, localizado na matriz da Universidade Evangélica de Goiás – UniEVANGÉLICA, e no campus da UniEVANGÉLICA de Ceres – GO. De modo geral, a utilização da fibra de lã de rocha levou a melhora no desempenho do concreto quando submetido a temperaturas elevadas, apresentando maiores valores de resistência à compressão quando comparado aos corpos de prova de referência, em sua grande maioria.

Referências

ALVES, E. F. S; et al. Comportamento do concreto de alto desempenho submetido à temperaturas elevadas utilizando de ensaios não destrutivos e método dos elementos finitos, 6ª Conferência sobre patologia e reabilitação de edifícios. 2018. Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro.

ARAÚJO, M. A. A moderna construção sustentável. IDHEA-Instituto para o Desenvolvimento da Habitação Ecológica, 2008.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT). NBR 5738: Concreto - Procedimento para

moldagem e cura de corpos de prova. Rio de Janeiro, 2015. 09 p.

NBR 5739: Concreto - Ensaio de compressão de corpos-de-prova cilíndricos. Rio de Janeiro, 1993. 09 p.

NBR NM 16886: Concreto - Amostragem de concreto fresco. Rio de Janeiro, 2020. 05 p.

NBR NM 16889: Concreto - Determinação da consistência pelo abatimento do tronco de cone. Rio de Janeiro, 2020. 05 p.

NBR NM 16697: Cimento Portland - Requisitos. Rio de Janeiro, 2018. 12 p.

COELHO, A. R. et al. Influência do choque térmico por resfriamento brusco do concreto após exposição a elevadas temperaturas em simulação de incêndio. Revista Matéria, Rio de Janeiro. RJ. v.25, n.1, 2020.

CORRÊA, Lásaro Roberto. Sustentabilidade na construção civil. 2009. 70 f. Monografia (Especialização) - Curso de Especialização em Construção Civil, Engenharia de Materiais e Construção, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2009.

COSTA, C. N. Dimensionamento de elementos de concreto armado em situação de incêndio. Tese (Mestrado em Engenharia de Estruturas) – Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil, Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, São Paulo, São Paulo, 2008.

FERNANDES, R. C. et al. Estudo dos resíduos de lã de rocha para a produção de argamassa. Anais do 58º Congresso Brasileiro do Concreto, 2016. Belo Horizonte, Minas Gerais.

HÜBBE, B. F. Incorporação de resíduos de lã de rocha e poliestireno em compósitos cimentícios. Orientador: Prof. Eng. Marcos Marcelino Mazzucco, Dr. 2018. 88 p. Relatório Técnico/Científico (Bacharel em Engenharia Química) - Curso de Engenharia Química da Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, 2018.

LORENZON, A. Análise da resistência residual do concreto após exposição a altas temperaturas. 2014.

f. Trabalho de conclusão de curso do curso de graduação em Engenharia Civil da Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Pato Branco, Paraná.

MENDES, H. G. Isolantes sustentáveis: estudo para viabilidade de fabricação de isolante térmico e acústico a partir dos resíduos de lã de rocha e de poliuretano. 2017. Modelo de Tese, Relatório Técnico do Curso de Engenharia Química. Universidade do Sul de Santa Catarina, Tubarão.

NETO, J. T. S. Compósito Cimentício Reforçado Com Fibras Poliméricas De Alta Resistência Mecânica. 2018. 147 f. Tese (Doutorado) – Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Materiais da Universidade Federal de Ouro Preto, Minas Gerais.

PEREIRA T. A. C. Concreto autoadensável, de alta resistência, com baixo consumo de cimento Portland e com adições de fibras de lã de rocha ou poliamida. 2010. 283 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Estruturas) – Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil, Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo, São Carlos, São Paulo.

ROCHA, R. A. Efeito da alta temperatura em concretos: uma revisão da literatura. Revista InterScientia, João Pessoal, PB. v. 6 n. 1 p.(211-227), julho, 2018.

ROSÁRIO, N. SANTANA, C. G. Eficiência energética como estratégia sustentável na construção civil: Unidade de produção de móveis de MDF. 2018. Revista do CEDS, São Luís, MA. 23 f.

SILVA, K. D. C. Avaliação da atividade pozolânica dos resíduos de lã de rocha, fibra de vidro e lã de vidro. 2016. 124 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia) – Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil, Escola de Minas da Universidade Federal de Ouro Preto, Minas Gerais.

SEGALIN, Z. L. Influência do modo de resfriamento na resistência à compressão do concreto após exposição a elevadas temperaturas. 2018. 96 f. Trabalho de conclusão de curso do curso de graduação em Engenharia Civil da Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Toledo, Paraná.

Downloads

Publicado

2022-03-18