TORTA DE FILTRO NO CONTROLE DO NEMATOIDE DAS LESÕES RADICULARES NA CULTURA DA SOJA

  • Rafaela Santos de Oliveira
  • Manoel Henrique Reis de Oliveira
  • Kenia Lorrane Trindade
  • Grasiele Teixeira da Silva
  • Rafael Matias da Silva
  • Anderli Divina Ferreira Rios

Resumo

O gênero Pratylenchus é o segundo grupo de fitonematoides mais importante no mundo, sendo suplantado apenas pelo gênero Meloidogyne. No Brasil, o gênero Pratylenchus é vulgarmente chamado de nematoides das lesões radiculares (Goulart, 2008). A espécie, Pratylenchus brachyurus é um fitonematoide polífago e está associado principalmente às plantas da família Poaceae (gramíneas) como a cana de açúcar, milho, arroz, sorgo e braquiárias. Mas também parasitam outras plantas como por exemplo o algodão e a soja (Goulart, 2008).

Diversos métodos podem ser empregados no controle de P. brachyurus, como por exemplo, a rotação ou sucessão com culturas não hospedeiras, o controle biológico, o uso de plantas resistentes, o controle químico, uso de matéria orgânica (resíduos orgânicos) e o uso de plantas antagonistas (Ferraz et al., 2010). Diversos resíduos são gerados durante o processamento agroindustrial e o aproveitamento desses subprodutos na agricultura pode ser uma opção ecologicamente desejável. Os resíduos agroindustriais mais estudados no controle de nematoides são as tortas de sementes, cascas de café, bagaço de cana de açúcar, manipueira, resíduos celulósicos e torta de filtro que é um resíduo da indústria de açúcar e álcool (Ferraz et al., 2010). Esses resíduos são escolhidos conforme a sua maior disponibilidade na região onde será utilizado.

Diante disso, objetivou-se com o estudo avaliar o efeito de resíduos orgânicos através do uso da torta de filtro na redução da densidade populacional de P. brachyurus.

Publicado
2019-01-23