PADRONIZAÇÃO DE UM TESTE RÁPIDO PARA DETECÇÃO DE SULFONAMIDAS EM AMOSTRAS DE URINA UTILIZANDO SOFTWARE PARA LEITURA E INTERPRETAÇÃO DOS RESULTADOS

  • Rosane Lopes de Oliveira
  • Isabela da Silva Camargo
  • Lucas Antonio Xavier da Silva
  • Vitor Augusto da Silva
  • William Pereira dos Santos Junior
  • Rodrigo Scaliante de Moura

Resumo

A Hanseníase é uma doença crônica, curável, causada pela bactéria Mycobacterium leprae, a qual afeta principalmente a pele e o sistema nervoso periférico, além de outros órgãos e sistemas. É o tropismo pelas células de Schwann que acarreta à disfunção dos nervos, levando a pessoa à perda das sensibilidades tátil, térmica e dolorosa (MOURA et al., 2014).

O tratamento varia de acordo com a classificação da doença que pode ser classificada em paucibacilar (caso com até cinco lesões de pele) ou multibacilar (casos com mais de cinco lesões de pele). Os casos paucibacilares são tratados em 6 a 9 meses, com os medicamentos: Rifampicina (supervisionado em doses mensais) e Dapsona (autoadministrada diariamente) (BRASIL et al., 2002). Já a multibacilar é tratada num período de 12 a 18 meses utilizando os mesmos medicamentos mais Clofazimina (autoadministrada diariamente). (GOULART et al., 2002). É de extrema importância que o paciente faça o tratamento corretamente para que não tenha a recidiva da doença, essa ocorre principalmente naqueles casos em que o pacientes não concluiu o tratamento ou, muito raramente, após 5 anos de cura naqueles que aderiram ao tratamento poliquimioterápico regularmente (BRASIL; MINISTÉRIO DA SAÚDE, 2014).

Publicado
2019-01-23