AVALIAÇÃO DO DANO CITOTÓXICO E GENOTÓXICO DE Brosimum gaudichaudii Trécul SOBRE Candida albicans

  • Kênia Aparecida Rosa
  • Gilmar Aires da Silva
  • Carlos de Melo Silva Neto
  • Renata Silva do Prado

Resumo

As leveduras do gênero Candida apresentam uma importância significativa pela alta frequência com que infectam e colonizam o hospedeiro. Tais microrganismos são comensais e só se tornam patogênicos em decorrências de alterações como o comprometimento das barreiras anatômicas por procedimentos médicos invasivos ou queimaduras e por desequilíbrios nos mecanismos de defesa que podem ser decorrentes de mudanças fisiológicas (COLOMBO E GUIMARÃES, 2003; OLIVEIRA et al, 2001; Costa et al, 2009).

Representantes do gênero Candida vem se tornando resistentes, e a partir disso é imprescindível a criação de estratégias terapêuticas que atendam a esses novos grupos (ZARDO E MEZZARI, 2004). Nesse sentido, a busca por novas terapias utilizando-se plantas medicinais tem crescido, juntamente com o debate das práticas de saúde tradicionais profundamente ligadas a fatores históricos e culturais, e suas implicações na saúde coletiva (NICOLETTI et al, 2007).

A Brosimum gaudichaudii Trecul predomina no cerrado brasileiro e tem uma grande importância econômica em tal região tanto pela venda e consumo in natura quanto na indústria de papel. Entretanto sua aplicação mais comum é na medicina popular, que de forma empírica faz-se o uso das folhas, cascas e raízes, com propriedades antimicrobianas e anti-inflamatórias (FARIA et al, 2015; JACOMASSI, 2006).

Publicado
2019-01-23