ANÁLISE DA EXPRESSÃO DE SOX-2 EM ABSCESSOS E GRANULOMAS PERIAPICAIS

  • Bruna Maria Xavier Santos
  • Jessyka Magela Coelho
  • Roberta Soares
  • Amanda Carrijo
  • Fernanda Paula Yamamoto Silva
  • Brunno Santos de Freitas Silva

Resumo

Os cistos periapicais (radiculares) são reconhecidamente uma sequela direta da inflamação periapical, sendo estes teoricamente formados por células epiteliais remanescentes da fase de formação dos dentes, mais especificamente pela proliferação dos remanescentes epiteliais de Malassez (NAIR; PAJAROLA; SCHROEDER, 1996). Curiosamente, nem toda periodontite apical crônica evolui para a formação de um cisto periapical. Cerca de 52% de todas das periodontites apicais apresentam localmente algum tipo de epitélio odontogênico com capacidade proliferativa, entretanto, o cisto periapical (radicular) representa apenas 20% das lesões diagnosticadas nesta região (NAIR; PAJAROLA; SCHROEDER, 1996). Apesar de ter sido aventada a relação da inflamação/necrose pulpar com eventos inflamatórios e a formação de lesões periapicais, não se sabe ao certo os mecanismos envolvidos neste processo.

Publicado
2019-01-23