RELATO DE EXPERIÊNCIA TRIAGEM SOROLÓGICA PARA HIV 1 e 2, SÍFILIS, HEPATITES B e C, PROVENIENTE DE AÇÃO DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA NO MUNICÍPIO DE ANÁPOLIS/GO

  • Gabrielly Martins Da Silva Nunes
  • Cleibson Ramos Da Silva
  • Rodrigo Scaliant Moura
  • Flávia Gonçalves Vasconcelos
  • Emerith Mayra Hungria Pinto

Resumo

As Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) representam um problema saúde pública em todo o mundo. Nesse sentido, o objetivo desse trabalho foi descrever os resultados das triagens sorológicas para HIV, Sífilis, Hepatites B e C realizadas nas ações de extensão nos anos de 2017 e 2018, traçando o perfil epidemiológico dos casos positivos. Foram selecionados para análise 481 formulários provenientes participantes maiores de 18 anos de idade. Os resultados mostraram que dos 481 formulários analisados 63% (n=301) eram do sexo feminino e 37% (n=180) do sexo masculino, sendo 12 resultados positivos (2,49%; 12/481), dos resultados positivos 10 casos eram de sífilis (84%; 10/12) e 2 casos de Hepatite B (16%; 2/12), dos casos positivos a maioria eram do sexo masculino. Em relação aos fatores de risco a maioria dos casos positivos declarou ter relações sexuais desprotegidas (67%; 8/12) e 42% (5/12) tinham múltiplos parceiros sexuais. A análise dos formulários de extensão universitária nos mostrou a necessidade de ações voltadas para a realização de testes rápidos na população como forma de promover diagnóstico precoce e a importância da atuação do farmacêutico na orientação da população quanto a prevenção de ISTs e estímulo a procura de serviços de saúde mesmo na ausência de sintomas.

Publicado
2018-12-27