EDUCAÇÃO EM SAÚDE E ANTROPOMETRIA DE ESCOLARES DE UMA ESCOLA MUNICIPAL DE ANÁPOLIS-GO

  • Denise Alves Oliveira
  • Ana Maria Morais da Silva
  • Andreza Moreira Santos
  • Anna Lara Carisio Batista
  • Gabriela Miguel Vieira
  • José Luís Rodrigues Martins
  • Rúbia Mariano da Silva

Resumo

O objetivo do estudo foi fornecer educação em saúde no dia a dia da criança na escola e avaliar o Índice de Massa Corporal (IMC) e percentis de escolares do ensino fundamental em uma escola municipal em Anápolis-GO. Tratou-se de um estudo descritivo, de abordagem quali-quantitativa para fornecimento de educação em saúde e estudo do IMC e percentis de escolares do ensino fundamental. A atividade foi realizada pela Liga Acadêmica Multidisciplinar para Estudo da Dor (LAMED) do Centro Universitário de Anápolis – UniEVANGÉLICA. A composição da liga foi feita por integrantes dos cursos de educação física, enfermagem, farmácia, fisioterapia, medicina, odontologia e psicologia. A unidade escolar que recebeu o atendimento foi a Escola Municipal Francisca Miguel, Anápolis-GO. Participaram da atividade proposta 100 crianças do ensino fundamental, sendo 20% da pré-escola, 25% do 1° ano, 35% do 2° ano e 20% do 3° ano. Quanto ao sexo, 60% eram do sexo masculino e 40% eram do sexo feminino. A média de idade foi de 6,46 anos, tendo como extremos 4 e 10 anos. As crianças interagiram conosco e com o público em geral, de forma a facilitar a comunicação entre cada um. Ao final, foram realizadas perguntas que remeteram aos assuntos abordados para que pudessem reforçar o aprendizado. Sobre os resultados do IMC com o percentil, 29% das crianças apresentaram alterações, sendo 13% com obesidade, 11% abaixo do peso e 5% com sobrepeso. As crianças do sexo masculino foram as que mais apresentaram resultados alterados, perfazendo 55,1%.

Publicado
2018-12-27