EDUCAÇÃO EM SAÚDE ASSOCIADA À REABILITAÇÃO DE DEPENDENTES QUÍMICOS NO PROJETO ESQUADRÃO RESGATE: ESTRATÉGIAS PARA ABORDAGEM DESSE GRUPO

  • Bráulio Brandão Rodrigues
  • Rhaissa Alvarenga de Toledo
  • Guilherme Nassif Corrêa
  • Júlia de Moura Nader
  • Moisés Mendes da Silva
  • João Baptista Carrijo
  • Priscila Usevicius
  • Luciana Caetano Fernandes

Resumo

Uma preocupação que surge com o aumento de dependentes químicos é o despreparo dos profissionais da saúde para lidar com os mesmos, visto que muitos têm preconceito e acham que a dependência química não é um problema de saúde e sim de caráter. Foi criado um projeto extensionista de educação e saúde em um grupo terapêutico para dependentes químicos. Esse projeto acontece desde 2013 e está inserido dentro do módulo de comunicação no 4º período do curso de medicina, sendo um projeto que permitiu aliar o aprendizado em sala, com a prática na comunidade e com a pesquisa. O objetivo desse trabalho é relatar a experiência desse projeto, onde alunos organizam palestras e oficinas sobre diferentes temas na área de saúde para os internos. Em cada visita, os alunos têm oportunidade de conversar com os internos sobre suas experiências com as drogas e de avaliar as condições de saúde dos mesmos. Já os internos têm oportunidade de saber mais sobre como as drogas afetam sua saúde e o mais importante, sentem-se incluídos e respeitados. Com esse projeto que há ganho pessoal imenso para os alunos, pois trata-se de uma oportunidade de vivenciar de perto as dificuldades de um adicto sair da dependência química e o preconceito que existe pelos profissionais da saúde em tratá-los.  Esse projeto mostrou que o impacto de conhecer a realidade de um interno é uma boa forma de evitar o uso da droga e de quebrar tabus em relação a tratar os dependentes químicos.

Publicado
2018-12-21