EDUCAÇÃO MATEMÁTICA E AMBIENTAL: ESTUDO DE CASO EM INSTITUIÇÃO ESCOLAR NO MUNICÍPIO DE ANÁPOLIS, GOIÁS.

Autores

  • CLEIDE CORDEIRO DOS SANTOS
  • MARIA GONÇALVES DA SILVA BARBALHO

Palavras-chave:

Educação Ambiental, Educação Matemática, Resolução de Problemas, Modelagem Matemática

Resumo

A Educação Ambiental é uma ferramenta para subsidiar a formação de cidadãos reflexivos, mudar atitudes, comportamentos e, até mesmo, paradigmas. É um componente essencial da educação nacional e deve estar presente em todas as modalidades e níveis de ensino de forma articulada, interdisciplinar, em caráter formal e não-formal. Esse trabalho foi desenvolvido com estudantes de duas turmas de 9º ano, de uma escola da Rede Municipal de Ensino, da cidade de Anápolis. Tendo o consumo como tema gerador para o tratamento das questões ambientais, nas aulas de Matemática, partiu-se do pressuposto de que os conceitos matemáticos, a serem desenvolvidos, podem se originar de situações reais, vivenciadas pelos alunos, estando relacionadas à temática ambiental. Assim, torna-se possível a aprendizagem, bem como a formação do cidadão crítico e consciente de suas ações no presente, buscando a sustentabilidade para as gerações futuras. A metodologia utilizada foi a quali-quantitativa, com uma pesquisa de campo de caráter exploratório. A Modelagem Matemática e a Resolução de Problemas são tendências pedagógicas, no âmbito da educação matemática, e proporcionaram a contextualização e a interdisciplinaridade. Os resultados da pesquisa apontaram que, apesar de os professores conhecerem a importância do tratamento das questões ambientais, de forma transversal em todas as disciplinas, essas abordagens são esporádicas e acontecem, principalmente, nas disciplinas de Matemática, Geografia e Ciências. O desenvolvimento das atividades da pesquisa de campo, tendo o tratamento das questões ambientais, no desenvolvimento de conceitos matemáticos, revelou uma participação representativa dos estudantes, conforme análise das questões desenvolvidas.

Referências

ABREU, Gilvan Gomes de; RODRIGUES, Miguel Antônio. O Tratamento de Educação Ambiental nas Escolas Públicas e Privadas: Um Estudo de Caso nas Escolas do Ensino Fundamental da Cidade de Uruçuí-Pi. ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, Centro Científico Conhecer - Goiânia, v.9, N.16; p. 2371 - 2384. 2013. Disponível em<http://www.conhecer.org.br/enciclop/2013a/humanas/O%20tratamento%20de%20educacao.pdf>, acesso em 30 de setembro de 2017.
BRASIL. Política Nacional de Educação Ambiental, Lei 9795. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 27 abr. 1999. Disponível em<http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9795.htm>Acesso em: 15 fev. 2018.
CALDEIRA, Ademir Donizeti. Educação Matemática e Ambiental: um Contexto de Mudança. 225f. Tese. 1998. Unicamp. Disponível em <http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/252564> Acesso em 09 out. 2017.
¬¬¬¬¬¬CARVALHO, Isabel Cristina de Moura. Educação Ambiental: a formação do sujeito ecológico. 4. Ed. – São Paulo: Cortez, 2008.
D’AMBRÓSIO, Ubiratan. Da Realidade à Ação – Reflexões sobre Educação e Matemática. 5ª edição. Summus editorial. P. 63-83. 1986. Disponível em:<https://books.google.com.br/books?id=yj3dTmKneVoC&printsec=frontcover&hl=pt-BR&source=gbs_ge_summary_r&cad=0#v=onepage&q&f=false> Acesso em 23 janeiro de 2016.
DANTE, Luiz Roberto. Formulação e resolução de problemas de matemática: teoria e prática. 1. Ed. São Paulo: Ática, 2010.
DIAS, Genebaldo Freire. Educação Ambiental: princípios e práticas. 9. Ed. – São Paulo: Gaia, 2004.
LIBÂNEO, José Carlos. Ensinar e aprender, aprender e ensinar: o lugar da teoria e da prática em didática. In: LIBÂNEO, José Carlos; ALVES, Nilda (orgs). Temas de Pedagogia: Diálogos entre didática e currículo. São Paulo: Cortez, 2012.
MUNIZ, Cristiano Alberto. Ser Educador Matemático. VI Encontro Brasiliense de Educação Matemática. Brasília-DF, 19, 20 e 21 de setembro de 2014. Disponível em <http://www.viebrem.sbemdf.com/wp-content/uploads/2014/09/Ser-Educador-Matem-tico-Cristiano-Muniz.pdf> Acesso em 21 out. 2017.
ZORZAN, Adriana Salete Loss. Ensino-Aprendizagem: Algumas Tendências na Educação Matemática. R. Ciências Humanas Frederico Westphalen. v. 8 n. 10 p. 77 – 93. Jun 2007. Disponível em <http://revistas.fw.uri.br/index.php/revistadech/article/viewFile/303/563>Acesso em 23 nov. 2017.

Downloads

Publicado

2022-04-22

Edição

Seção

IX Simpósio Nacional de Ciência e Meio Ambiente – SNCMA