CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE: FLORA ARBÓREA DA ÁREA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL SERRA DO VEADO, CEZARINA, GO

  • Alline Dias
  • Isa Lucia de Morais
Palavras-chave: Áreas protegidas, Espécies ameaçadas, Flora goiana, Unidades de conservação.

Resumo

O Cerrado é uma das regiões de maior biodiversidade do planeta na qual a alta diversidade de ambientes se reflete em uma elevada riqueza de espécies. Entretanto, historicamente, as transformações trazidas pelo agronegócio e o avanço das fronteiras agrícolas, em detrimento das áreas naturais, consolidaram-se de forma destrutiva. Dado este cenário, é essencial para diversas fitofisionomias do Cerrado a imediata implantação de novas unidades de conservação. Para tal, faz-se necessário estudar e pesquisar espécies da flora ecologicamente importantes. Tais estudos subsidiam as medidas conservacionistas quanto à seleção de espécies-chaves nos ecossistemas mais afetados e nas unidades de conservação. Por conseguinte, o presente trabalho teve o objetivo de avaliar a flora arbórea da Área de Proteção Ambiental Serra do Veado, Cezarina, GO. Foram avaliados os aspectos que reforçam as ações de conservação do ambiente através dos parâmetros estado de conservação das espécies, espécies endêmicas e espécies raras. Foram utilizados os dados do levantamento florístico contido em estudo preliminar, o qual subsidiou o ato de criação da unidade de conservação APA. A lista de espécies da flora arbórea foi submetida à análise e classificação pela bibliografia consultada quanto ao endemismo, distribuição e estado de conservação por meio da legislação correlacionada. Das 124 espécies de plantas arbóreo-arbustivas já catalogadas na unidade de conservação 22 são endêmicas do Cerrado, nove são legalmente protegidas e oito são classificadas como raras ou de baixa frequência. A ocorrência de espécies endêmicas, ameaçadas de extinção e raras reforça a importância da criação da APA Serra do Veado em prol da conservação destas espécies e daquelas que são subsidiadas por elas no local.

Referências

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente. O Bioma Cerrado. Disponível em: . Acesso em: set. 2018.
_______. Portaria MMA nº 443, de 17 de dezembro de 2014. Disponível em: . Acesso em: set. 2018.
CEZARINA (Município). Secretaria Municipal de Meio Ambiente. Estudo Técnico para Criação de Unidade de Conservação no Estado de Goiás: Área de Proteção Ambiental Serra do Veado. Vol. 2, Meio Biótico. Cezarina, 2017. 84 p.
CENTRO NACIONAL DE CONSERVAÇÃO DA FLORA – CNCFlora. Livro Vermelho da Flora do Brasil – Plantas raras do Cerrado. - Rio de Janeiro. Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro. 1ª ed. 2014. 320 p.
COLLI-SILVA, M.; BEZERRA, T. L.; GERALDO ANTÔNIO DAHER CORRÊA FRANCO, A. D.; IVANAUSKAS, N. M.; SOUZA, F. M. Registros de espécies vasculares em unidades de conservação e implicações para a lista da flora ameaçada de extinção no estado de São Paulo. Rodriguésia, v. 6, n. 2, p. 405-425. 2016.
FACHIM, E.; GUARIM, V. L. M. Conservação da biodiversidade: espécies da flora de Mato Grosso. Acta bot. bras. v. 9, n. 2. 1995.
FELFILI, J.M.; REZENDE, A.V.; SILVA-JUNIOR, M.C.; SILVA, M.A. Changes in the floristic composition of cerrado sensu strictu in Brazil over a nine-year period. Journal of Tropical Ecology, v. 16, p. 579-590. 2000.
GOIÁS. Lei nº 18.104, de 18 de julho de 2013. Disponível em: < http://www.gabinetecivil.goias.gov.br/leis_ordinarias/2013/lei_18104.htm>. Acesso em: set 2018.
_________. Portaria AGMA nº 18/2002. Disponível em: < www.secima.go.gov.br>. Acesso em: set 2018.
Publicado
2018-12-20
Seção
IX Simpósio Nacional de Ciência e Meio Ambiente – SNCMA