CERRADO GOIANO: DIAGNÓSTICO DA RELAÇÃO SAÚDE – AMBIENTE EM MUNICÍPIOS PERTENCENTES À MICRORREGIÃO DE CERES, ESTADO DE GOIÁS

  • Renata Sousa Nunes
  • Vivian da Silva Braz
  • Josana de Castro Peixoto
Palavras-chave: Sucroalcooleiro, Impactos ambientais, Cerrado, Geografia saúde

Resumo

A presente pesquisa teve como enfoque a região do Vale do São Patrício, Microrregião de Ceres - GO com ênfase nos municípios que a compõem: Rubiataba, Ipiranga de Goiás e Nova Glória auxiliam no conhecimento das transformações ambientais e socioeconômicas do bioma Cerrado goiano do Mato Grosso de Goiás. Assim, o objetivo geral da pesquisa foi descrever a expansão sucroalcooleira no Cerrado goiano e verificar a fragmentação de habitats nos municípios inseridos na Microrregião de Ceres - GO, comparando as alterações ocorridas devido à expansão sucroalcooleira, bem como a ocorrência de fragmentação de hábitats nos municípios da microrregião de Ceres – GO (Rubiataba, Ipiranga de Goiás e Nova Glória), mas precisamente da região onde encontra-se localizado a usina Cooper Rubi. A metodologia foi de pesquisa bibliográfica e documental no contexto das temáticas relacionadas ao Bioma Cerrado, bem como observações inloco dos municípios em estudo e registros de observações de oralidade e grupos focais. A metodologia utilizada foi de caráter documental com abordagem descritiva e quali-quantitativa, tendo como fonte de dados a Secretarias Municipais de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos dos municípios de Ipiranga de Goiás; Nova Gloria e Rubiataba, e, utilização ainda de monitoramento do desmatamento dos biomas brasileiros por Satélite CANASAT (2010). Buscaram-se ainda dados de análises epidemiológicas quanto a saúde da população dos três municípios, comparando alterações ocorridas nos últimos dez anos e observações in loco dos municípios em estudo por meio dos dados obtidos pelo Sistema de Informações Hospitalares do SUS (SIH/SUS) do Ministério da Saúde. Por meio desse estudo foi possível concluir a Microrregião de Ceres-GO sofreu esta interferência. Assim, sua paisagem se apresenta fragmentada, onde os remanescentes na maioria se encontram isolados em meio a extensas áreas de pastagem e, ou culturas agrícolas. O histórico de ocupação e uso do solo da Microrregião de Ceres–GO ocasionou transformações na paisagem. Os resultados da caracterização e das descrições demonstram que os fragmentos florestais que compunham a microrregião foram alterados, havendo supressão de grande parte da vegetação pelo uso do solo na agricultura e pecuária. E, através de tais resultados não foi observado correlação entre doenças respiratórias e o processo de usinagem da cana-de-açúcar nos municípios.

Referências

ABDALA, K. O.; CASTRO, S. S. Dinâmica de uso do solo da expansão sucroalcooleira na microrregião Meia Ponte, estado de Goiás, Brasil. Revista Brasileira de Cartografia, [S.I.], n. 62/64, p. 661-674, 2010. ISSN 0560-4613.

AVILA, Silvia Regina Starling Assad de ; AVILA, Mario Lucio de ; ALTAFIN, Iara Guimarães. Efeitos Sócioeconômicos da Expansão da Cana de Açúcar no Vale Do São Patrício. In: VIII CongresoLatinoamericano de Sociologia Rural, 2010, Porto de Galinhas. VIII CongresoLatinoamericano de Sociologia Rural - América Latina: realineamientos políticos y proyectos en disputa, 2010.

BOOPATHY, R; ASRABADI, B. R; FERGUSON, T.G. Sugar cane (Saccharumofficinarum L) burning and asthma in Southeast Louisiana, USA. Bull Environ Contam Toxicol. vol 68, n. 2, 2002; 173-9.

CANASAT - Monitoramento da Cana-de-Açúcar por Imagens de Satélite Desenvolvido pelo INPE(Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais). INPE, São José dos Campos - SP. Recebido pelo Conselho Editorial em: 5-3-2010.

CANÇADO, J. E. D. A poluição atmosférica e sua relação com a saúde humana na região canavieira de Piracicaba - SP. São Paulo, 2003. Tese (Doutorado) - Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo. Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

CARVALHO, Jessyca Tomaz de. Uso e apropriação do cerrado goiano: uma leitura sobre os efeitos socioespaciais da territorialização do agronegócio canavieiro na microrregião de Ceres –GO. Instituto de Estudos Socioambientais (IESA). Universidade Federal de Goiás. Programa de Pós-Graduação em Geografia (PPGeo), 2018.

CONAB. Acompanhamento da Safra Brasileira. Safra 2018. vol 5, n. 1. Maio, 2018. Disponível em: https://www.conab.gov.br/.../cana/...cana-de-acucar/.../17026_e0504d08aca77ee13e8.. Acesso em 20 jul 2018.
FERREIRA, Lara Cristine Gomes. The evolutionindustry sugar-alcohol in microregion Ceres (GO): socio-spatial dynamics and socio-economicimpacts. 2010. 136 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2010.

FERREIRA, Tiago Canelas; CASTILO, Carlos Salgado; RIBEIRO, Helena. Geografia da saúde e utilização de geoprocessamento. In: Introdução ao geoprocessamento ambiental. São Paulo: Érica, 2017.

FRANKENBERG, E. MCKEE, D; THOMAS, D. Health consequences of forest fi res in Indonesia. Demography. 2005;42(1):109-29

IMB - Instituto Mauro Borges de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos / SEGPLAN / Governo de Goiás -2016.

LOPES, F. S; RIBEIRO, H. Mapeamento de internações hospitalares por problemas respiratórios e possíveis associações à exposição humana aos produtos da queima de palha de cana-de-açúcar (Saccharumsp) no Estado de São Paulo. Revista Brasileira de Epidemiologia. 2006, v. 9, n. 2, p. 215-225.

MARCATTO, Celso. Cortina de fumaça: o que se esconde por trás da produção de agrocombustíveis. Rio de Janeiro: Action Aid, 2010.

PHOOLCHUND, H. N. Aspects of occupational health in the sugar cane industry. J SocOccup Med. 1991;41(3):133-6 RIBEIRO, Noely Vicente; FERREIRA, Laerte Guimarães; FERREIRA, Nilson Clementino. Avaliação da expansão do cultivo da cana de açúcar no bioma cerrado por meio de modelagem dinâmica da paisagem. Revista Brasileira de Cartografia. vol 68, n. 1, 2016.
Publicado
2018-12-20
Seção
IX Simpósio Nacional de Ciência e Meio Ambiente – SNCMA