TABAGISMO E DOENÇA CORONARIANA MULTIARTERIAL: UM RELATO DE CASO

  • Rossini Santana Fleury Neto
  • Felipe Honório
  • Luiz Worney da Fonseca Neto
  • Vinicius Ribamar Gonçalves Moreira
  • Humberto de Souza Fontoura
Palavras-chave: Tabagismo. Doença coronariana. Tabaco.

Resumo

O consumo de derivados do tabaco causa quase 50 doenças diferentes, principalmente as cardiovasculares. As doenças cardiovasculares são as principais causas de morte por doença no Brasil. A doença coronariana é o resultado da formação de placas de aterosclerose, que são placas de tecido fibroso e colesterol. O crescimento desta lesão pode ser acelerado por fumo. Tipicamente na circulação coronariana, quando a oclusão crônica atinge 70 %, o fluxo está comprometido e a demanda excede a oferta. A doença arterial coronariana (DAC) caracteriza-se pela insuficiência de irrigação sanguínea no coração por meio das artérias coronárias. Dado o exposto, este trabalho tem por objetivo relatar um caso de doença arterial coronariana multiarterial. Paciente de 57 anos, sexo masculino, pardo, tabagista crônico e etilista com quadro de lesão ulcerada de 60% em terço distal do Tronco, com lesão de 90% na origem do Segundo Ramo Diagonal de fino calibre e lesão de 70% em terço proximal do Primeiro Ramo Marginal esquerdo de fino calibre. foi diagnosticado uma coronariopatia obstrutiva, sendo uma doença coronariana multiarterial. Equipe médica avaliou o caso e determinou intervenção cirúrgica, sendo que foi realizado duas revascularizações do miocárdio. A abordagem cirúrgica usada foi a minimamente invasiva, realizando uma toracotomia anterior esquerda no quarto espaço intercostal de aproximadamente 6 centímetros. Cirurgia sem intercorrências. A paciente recebeu alta hospitalar no quinto PO. Paciente retornou após 5 dias e não foi detectado nenhuma intercorrência. A cirurgia de revascularização do Miocárdio (CRM) foi superior à Terapia Medicamentosa (TM) e à Intervenção Coronariana Percutânea (ICP) para os desfechos combinados de IAM (Infarto Agudo do Miocárdio), revascularização adicional e mortalidade. portanto é deferível que pacientes cirúrgicos possuem melhor prognóstico. Portanto, a CRM, além de se mostrar mais positiva, também tem uma repercussão muito efetiva na cessação do tabagismo, fator precordial no desenvolvimento de DAC. Dessarte, a conduta e procedimentos realizados pela equipe foram adequados e recomendados de acordo com a literatura.

Referências

CASTRO NETO, Josué Viana et al . Procedimentos Minimamente Invasivos ? Formas Direta e Videoassistida no Tratamento das Cardiopatias. Arq. Bras. Cardiol., São Paulo , v.102, n. 3, p. 219-225, Mar. 2014
FERES, Fausto et al . Diretriz da sociedade brasileira de cardiologia e da sociedade brasileira de hemodinâmica e cardiologia intervencionista sobre intervenção coronária percutânea. Arq. Bras. Cardiol., São Paulo , v. 109, n. 1, supl. 1, p. 1-81, July 2017 .
FURTADO, Mariana Vargas et al . Efetividade da Terapia Medicamentosa e dos Procedimentos de Revascularização como Estratégia Inicial na Doença Arterial Coronariana Estável: Estudo de Coorte. Int. J. Cardiovasc. Sci., Rio de Janeiro , v. 30, n. 5, p. 408- 415, Sept. 2017 .
FORTUNATO JUNIOR, Jeronimo Antonio et al . Cirurgia cardíaca videoassistida: 6 anos de experiência. Rev Bras Cir Cardiovasc, São José do Rio Preto , v. 27, n. 1, p. 24-37, Mar. 2012 .
INCA - Instituto Nacional do Câncer. Doenças associadas ao tabagismo. Disponível em: http://www.inca.gov.br/conteudo_view.asp?id=2588; Acessado em: 31/10/2018.
MILANI, Rodrigo Mussi et al . Revascularização do miocárdio minimamente invasiva videoassistida. Arq. Bras. Cardiol., São Paulo , v. 99, n. 1, p. 596-604, July 2012 .
NEVES, Ricardo das et al . Impact of Myocardial Revascularization Method on Smoking Cessation: Coronary Artery Bypass Grafting versus Percutaneous Coronary Intervention.Braz. J. Cardiovasc. Surg., São José do Rio Preto , v. 32, n. 5, p. 383- 389, Oct. 2017
PINHO, Ricardo Aurino de et al . Doença arterial coronariana, exercício físico e estresse oxidativo. Arq. Bras. Cardiol., São Paulo , v. 94, n. 4, p. 549-555, Apr. 2010 .
ROBBINS; COTRAN. Patologia: Bases patológicas das doenças. 8ª Edição. Rio de Janeiro: Elsevier, 2010.1458 p
SOCERJ- Sociedade de Cardiologia do Estado do Rio de Janeiro. Doença Coronariana. Disponível em: https://socerj.org.br/doenca-coronariana/; Acessado em: 31/10/2018.
Publicado
2018-12-27
Seção
XV Mostra de Saúde - 10 anos do Curso de Medicina