ATENDIMENTO AO QUEIMADO EM UMA UNIDADE DE SAÚDE PÚBLICA

  • Alexsandra dos Santos Ferreira
  • Sarah Sandres de Almeida Santos
  • Regina Ribeiro de Castro Lima
Palavras-chave: Queimaduras, Assistência hospitalar, Promoção da saúde

Resumo

Lesões por queimaduras são consideradas graves pela progressão do dano tecidual, cicatrizes e possíveis sequelas. Podem ser provocadas por acidentes, violência ou intencionalidade, tendo como agente principal o calor excessivo, frio, substâncias química, eletricidade, trauma por abrasão, radiação e alguns animais ou plantas tóxicas. O presente estudo busca discutir sobre lesões causadas por queimaduras. Trata – se de uma pesquisa de campo analítica, descritiva, com abordagem quantitativa de dados referentes ao atendimento de pacientes queimados. A coleta dos dados foi realizada em um Hospital Público de Anápolis, que atende toda a população da Regional Pirineus, nos casos de queimadura de baixa e média complexidade. Os dados analisados refere-se a quantidade de atendimentos no ano de 2016 e as características da população atendida, conforme sexo e faixa etária e da queimadura, quanto ao agente causador, região do corpo atingida e sua classificação. Os resultados obtidos dos 1072 prontuários analisados, foi observado que a maioria dos atendimentos ocorreu no mês de abril (10,8%), em população do sexo feminina (53,9%). A faixa etária de maior predomínio foi entre 20 a 24 anos (18,2%). Já o SCQ de 18% foi a com maior acometimento, atingindo as regiões dos MMSS (51,9%). O agente causador trauma por abrasões teve uma prevalência de 59,3%, sobre os demais causas. Este estudo foi de grande importância pois demonstrou que os principais fatores que levaram ao trauma por queimadura, tendo como principal causa a abrasão e líquidos quentes, destacando a importância de medidas preventivas, para que ocorra a diminuição dos casos de queimaduras no município.

Referências

Brasil. Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Especializada. Cartilha para tratamento de emergência das queimaduras. Brasília: Ministério da Saúde; [arquivo da internet] 2012. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/cartilha_tratamento_emergencia_queimaduras.pdf Acesso 07 de ago. 2017.

Biscegli et al . Perfil de crianças e adolescentes internados em Unidade de Tratamento de Queimados do interior do estado de São Paulo. Rev. paul. pediatr., São Paulo , v. 32, n. 3, p. 177-182, Sept. [artigo da internet] 2014 . Available from . access on 10 May 2018. http://dx.doi.org/10.1590/0103-0582201432305.


Bolgiani & Serra. Atualização no tratamento local das queimaduras. Rev Bras Queimaduras. [artigo da internet] 2010;9(2):38-44. Disponível em: http://www.sbqueimaduras.com.br/revista/junho-2010/atualizacaonotratamentolocaldasqueimaduras.pdf Acesso 07 de ago. 2017.


Brunner & Sussarth. Tratado de enfermagem medico cirúrgica. 13ª ed. Revisão: Sonia Regina de Souza. Tradução: Patricia Lydie Voeux. Rio de Janeiro, Guanabara Koogan, 2015. Pág. 971- 997.


Dutra et al. Caracterização de mulheres hospitalizadas por queimadura. Rev. enferm. UERJ, Rio de Janeiro, 2011 jan/mar; 19(1):34-9. Disponível: http://www.facenf.uerj.br/v19n1/v19n1a06.pdf Acesso 10 de mai. 2018.


Lakatos & Marconi. Metodologia do trabalho científico: procedimentos básicos, pesquisa bibliográfica, projeto e relatório, publicações e trabalhos científicos. 7 ed. São Paulo, Atlas, 2012.

Leão et al . Epidemiologia das queimaduras no estado de Minas Gerais. Rev. Bras. Cir. Plást., São Paulo , v. 26, n. 4, p. 573-577 Dec. [artigo da internet] 2011 . Available from . access on 10 Oct. 2017. http://dx.doi.org/10.1590/S1983-51752011000400006.

Montes et al. Aspectos clínicos e epidemiológicos de pacientes queimados internados em um Hospital de Ensino. Rev. esc. enferm. USP, São Paulo , v. 45, n. 2, p. 369-373, Apr. 2011 . Available from . access on 05 Mar. 2017. http://dx.doi.org/10.1590/S0080-62342011000200010.


Moraes et al. Perfil das internações de crianças em um centro de tratamento para queimados. Rev. Eletr. Enf. [Internet]. 2014 jul/set;16(3):598-603. Disponível em: https://www.fen.ufg.br/revista/v16/n3/pdf/v16n3a14.pdf Acesso 10 de mai. 2018. http://dx.doi.org/10.5216/ree.v16i3.21968. - doi: 10.5216/ree.v16i3.21968.


Phtls. Atendimento pré-hospitalar ao traumatizado. PHTLS/ NAEMT. Queimadura. Trad. Renata Scavone et al. 7 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2011. p.355- 375.

Silva et al. Feridas: fundamentos e atualizações em enfermagem. In AL Pazos O cliente vítima de queimadura. 3ª ed. São Caetano do Sul, São Paulo, Yendis Editora, [artigo da internet] 2011, p. 525-562.
Souza et al. Revisão integrativa: o que é e como fazer. Einstein, São Paulo , v. 8, n. 1, p. 102-106, mar. [artigo da internet] 2010 . Disponível em . acessos em 13 set. 2018. http://dx.doi.org/10.1590/s1679-45082010rw1134.
Publicado
2018-12-20
Seção
IX Simpósio Nacional de Ciência e Meio Ambiente – SNCMA