PINTURA CORPORAL COMO ESTRÁTEGIA DE APRENDIZAGEM EM ACADÊMICOS DA ÁREA DE SAÚDE: RELATO DE EXPERIÊNCIA

  • João Martins de Oliveira Filho
  • Sthefany Caroline Oliveira Bueno
  • Milene Vieira Leivas
  • Cláudia Cyrillo
  • Juliana Mediero
  • Carolina Rubio Vicentini
  • Viviane Lemos Silva Fernandes
  • Wesley dos Santos Costa

Resumo

Introdução:  Nos últimos anos o ensino da Anatomia Humana passou por mudanças estruturais devido às reformas curriculares nos cursos da área da saúde, necessárias para o enquadramento nas novas diretrizes curriculares para os cursos de graduação Métodos: O Body painting (BP) foi introduzida nas aulas práticas da matéria de Anatomia Humana II no 2 termo do Curso de Enfermagem do Centro universitário Católico Salesiano Auxilium UniSALESIANO – Araçatuba/SP visando o ensino de habilidades clínicas e uma visão topográfica do corpo humano, que incluíam aspectos clinicamente importantes do sistema circulatorio. Os alunos foram divididos em 6 grupos de 10 academicos, foi então explicado que pelo professor responsável da disciplina que deveria realizar a pintura corporal dos vasos sanguineos ligados ao coração e os principais vasos sanguineos do membro superior e inferior. Resultados: Notou se um entusiasmo e muito comprometimento pelos alunos do curso de Enfermagem. Apresentaram a técnica com primor, responsabilidade, dinamismo e também conhecimento. Mostrando que a técnica é efetiva para o aprendizado dinâmico e duradouro.Conclusão: Essa técnica permitiu o ensino da anatomia, e criou um ambiente de alto envolvimento do estudante. A pintura corporal possibilitou a visualização do corpo, dos vasos sanguíneos corporais, facilitando aos estudantes, a compreensão do que é ensinado em sala de aula.

Publicado
2019-01-02
Seção
XV Mostra Acadêmica do Curso Fisioterapia